MidiaMAIS / Famosos

Ao vivo, Ana Maria Braga se desculpa por falar em ‘racismo reverso’

A apresentadora Ana Maria Braga abriu o 'Mais Você" com um pedido de desculpa aos telespectadores após falar em 'racismo reverso'

Carlos Yukio Publicado em 02/03/2021, às 11h17

None

Após ser criticada por sugerir que Lumena praticava “racismo reverso” com Carla Diaz, no “BBB 21″, a apresentadora Ana Maria Braga abriu o ‘Mais Você” desta terça-feira com um pedido de desculpa aos telespectadores. Na edição de segunda-feira, a apresentadora questionou o uso do termo “branquitude”.

“Não entendi esse negócio de branquitude. A gente tem culpa disso? Está acontecendo aí um reverso. Você tem que votar em alguém, não importa a cor. É um jogo, é feio isso”. O repórter Ivo Madoglio concordou com a apresentadora e disse também que não pode “haver uma rivalidade entre brancos e negros”.

Na manhã terça-feira (2), Ana Maria reconheceu que não existe “racismo reverso” no Brasil e ainda confessou desconhecer a tese. Ela também aproveitou o espaço do programa para explicar o porquê do uso deste termo ser equivocado na sociedade brasileira, segundo pensamento de intelectuais e pesquisadores.

“Eu gosto muito de assumir meus erros porque acho que a gente vai aprendendo. Ontem, depois do programa, eu vi várias postagens nas redes sociais informando que eu havia feito um comentário equivocado. Foi quando mostramos a Lumena falando com o Fiuk sobre branquitude se referindo a Carla Diaz. Neste momento, eu usei a expressão ‘preconceito reverso’, entendida por muitos como ‘racismo reverso’, e vieram muitas criticas. Isso isso me fez buscar a informação”, começou Ana Maria.

“Na maioria das vezes, nesse assunto, a gente é muito desinformado. Muitos ativistas e pensadores da atualidade criticam o discurso de preconceito contra brancos porque a definição de racismo não se limita a cor da pele. Para esses estudiosos, racismo é tema de opressão. E para haver racismo, precisa haver relações de poder. E negros não possuem poder institucional para serem racistas contra brancos”, explicou a apresentadora, que ainda citou, mais uma vez, o “BBB” e “a dificuldade da sociedade em debater essas questões”.

“Não faz sentido usar essa expressão, então, peço desculpas. E a gente aproveita o que aconteceu como oportunidade para divulgar a informação e falar mais sobre isso”, finalizou a apresentadora.

Jornal Midiamax