VÍDEO: Padre chama Bolsonaro de ‘bandido’ e diz que eleitores devem se confessar

Edson ainda repreendeu eleitores

O Edson Adélio Tagliaferro viralizou, neste domingo (5), após fazer críticas ao presidente e repreender os fiéis que votaram nele. A cena foi transmitida online durante missa da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, localizada na cidade de Artur Nogueira, no interior de São Paulo.

De acordo com o portal IG, durante a homilia, o líder católico chamou Bolsonaro de “bandido” e disse que os fiéis que votaram nele deveriam se confessar pelo pecado cometido. “Quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu”, afirmou o Edson Adélio Tagliaferro.

“Vocês querem que eu fale aquilo que todo mundo fala, que não deixam ele trabalhar? Não! Bolsonaro não presta. Bolsonaro não vale nada. E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para presidente”, afirmou.

O também fez críticas à ausência de um ministro da diante da pandemia da  e orou pelos mortos.

“Às vezes as pessoas dizem também, ‘Padre, cuidado com o que o senhor diz na homilia, porque tem gente que não gosta’.Ué, o que é que a gente tem que falar na homilia senão aquilo que Deus nos pede para falar?”, disse o religioso.

VÍDEO: Padre chama Bolsonaro de 'bandido' e diz que eleitores devem se confessar
Mais notícias