Nude acidental: senadora esquece câmera ligada e aparece nua em reunião no México

Ela disse que está sofrendo ataques após a exposição com o nude acidental na reunião de trabalho

Uma senadora mexicana virou alvo de ataques na web após um ‘nude acidental’ vazar. Ela apareceu nua durante conferência pela internet com membros do Banco do México e jornalistas. Martha Lucía Micher, de 66 anos, se esqueceu de desligar a câmera e começou a trocar de roupa, segundo o jornal britânico Daily Mail.

De acordo com o jornal brasileiro O Dia, a conferência na plataforma Zoom aconteceu no dia 29 de maio, mas só vazou agora, depois que um dos participantes, ainda não identificado, divulgou as imagens.

A senadora pediu desculpa pelo incidente e disse que tem sido alvo de ataques e bullying nas redes sociais por causa do porte físico.

Martha Lucía, senadora mexicana
Martha Lucía, senadora mexicana, reagiu aos ataques após vazamento do nude acidental (Reprodução, Internet)

Mas, ela não se rendeu: “Sou Malu Micher e não tenho vergonha de ter mostrado parte do meu corpo, da minha intimidade por acidente, porque é exatamente essa noção de que uma mulher é ‘apenas o seu corpo’ que permite e tem fomentado a objetificação das mulheres, algo contra o qual eu sempre lutei”, defendeu.

Na sequência, Malu ainda explicou a trajetória. “Sou uma mulher com 66 anos de idade, amamentei 4 crianças, três das quais são hoje profissionais de excelência, e muito me orgulho. Lutei pela minha ideologia nos últimos 40 anos em vários cargos na defesa dos Direitos Humanos. Sou uma mulher que não tem vergonha do seu corpo: amo-o e cuido”, disse.

Vazar nude acidental também é crime

E, para quem acha normal exibir as imagens íntimas de terceiros sem autorização, é bom lembrar que mesmo o vazamento de um nude acidental é crime que pode colocar o autor na cadeia. Assim, caso haja uma quebra de confiança por uma das partes, é caso de polícia!

De acordo com a legislação brasileira, quem acessa sem autorização ou compartilha alheios pode responder e ser condenado a até à cadeia. Segundo Felipe Germano orienta neste ‘guia prático para nudes sem risco, “o ato isolado de invadir um sistema e capturar imagens eróticas sem autorização pode trazer até três anos de reclusão e multa, de acordo com a lei 12.737/2012”

Além disso, “o compartilhamento de imagens, sejam ela enviadas espontaneamente ou não, tem pena ainda maior: cinco anos de xadrez, mais multa”.

Nude acidental: senadora esquece câmera ligada e aparece nua em reunião no México
Mais notícias