Ludmilla presta queixa na delegacia após ser acusada de traição

A cantora irá processar os responsáveis pela disseminação no Twitter da suposta traição de Lud à esposa Bruna Gonçalves

A cantora Ludmilla esteve na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática no Rio na tarde desta segunda-feira (25) para denunciar perfis fakes que compartilharam notícias falsas sobre ela no Twitter domingo.

Ela foi acusada de trair sua esposa, Brunna Gonçalves, com a modelo fotográfica Thaissa Cavalcante. Ainda tinham prints que mostravam conversas da modelo com Ohana Lefundes, dançarina da Anitta. O perfil que divulgou as informações sem precedentes foi deletado.

No Instagram Stories, a funkeira contou que estava indo fazer a denúncia. “Estou indo à delegacia para tomar as atitudes cabíveis sobre o caso que está acontecendo na internet. Hoje eu vou provar que a internet não é terra de ninguém, é terra de gente, sim”, avisou.

Em nota, enviada por sua assessoria, a cantora negou a traição. “A cantora está muito bem casada e focada em seu mais recente lançamento. Lembramos ainda que difamação nas redes sociais pode ser configurado como crime virtual”.

Ao jornal Meia Hora, o advogado de Ludmilla, José Estevam informou que voltará à delegacia nesta terça (26) para protocolar uma notícia crime. “Estarei indo amanhã (hoje) na delegacia para protocolar uma notícia crime contendo provas para que a autoridade policial apure a autoria de fatos que em tese configuram crimes contra a honra da artista”, informou.

Ludmilla presta queixa na delegacia após ser acusada de traição
Mais notícias