Live de Wesley Safadão vira mau exemplo na internet

Funcionários demitidos pedindo direitos, gente dançando agarradinho e muito mais

A live de , transmitida neste sábado (18), foi palco de várias tensões. A apresentação do cantor era patrocinada pela Ricardo Eletro, que antes da pandemia do já vinha fechando suas lojas e, com isso, demitindo vários funcionários.

Os funcionários demitidos, de acordo com a coluna de Fábia Oliveira, do Portal O Dia, não receberam o dinheiro dos acordos feitos com a empresa e aproveitaram a transmissão ao vivo de Safadão para cobrar a marca. “Patrocina live e não paga funcionários” disse um seguidor. Outra pedia ajuda ao cantor: “#livedosafadao pede para o #RicardoEletro pagar a rescisão”.

Live de Wesley Safadão vira mau exemplo na internet
Comentários de funcionários demitidos bombou no Twitter. (Foto: Reprodução | Twitter)

Além disso, as pessoas presentes no sítio do artista em Fortaleza, palco d a live, resolveram desconsiderar as recomendações do e da OMS (Organização Mundial de Saúde). Ou seja, uma falta de responsabilidade atrás da outra.

Segundo a colunista, a aglomeração de pessoas, falta do uso de máscaras (Tirullipa até ostentava uma no rosto no começo da cantoria) e teve gente dançando bem juntinho.

A assessoria de imprensa de Wesley entrou em contato com Fábia para dizer que a família não estava no lugar do show, em Porto das Dunas, mas sim, no haras de Safadão.

“Desde o começo da pandemia que estão todos reunidos no haras. E eles assistiram a live de lá. Só Wesley foi pra Porto das Dunas fazer a apresentação. Ele está muito preocupado com a pandemia. Tanto que, durante a live, pedia a Tirulipa para colocar a máscara e passar álcool em gel nas mãos”, destacaram.

Live de Wesley Safadão vira mau exemplo na internet
Mais notícias