Larry Tesler, criador do ‘ctrl+c e ctrl+v’, morre aos 74 anos

Cientista da computação faleceu na última segunda-feira e a causa da morte não foi revelada

Faleceu na última segunda-feira (17) o cientista da computação Larry Tesler, aos 74 anos. Apesar de anônimo, o cientista americano foi o criador da função ‘ctrl+c e ctrl+v’, o popular ‘copia e cola’, nos dispositivos eletrônicos. A causa da morte de Tesler, que trabalhou em gigantes como Apple, Amazon, Yahoo e Xerox, ainda não foi revelada.

Nascido em 1945 e envolvido no mercado de informática desde que se formou em ciências da computação na Universidade de Stanford, Tesler foi um dos primeiros a se preocupar com pesquisas sobre inteligência artificial e se envolveu nos movimentos anti-Guerra do Vietnã e anti-monopólio durante as décadas de 1960 e 1970. Mas foi no Centro de Pesquisas de Palo Alto (PARC), da Xerox, que Tesler desenvolveu seus maiores legados para a história da computação.

Foi lá que Tesler criou a primeira interface gráfica baseada em movimentos do mouse, abrindo o caminho para a revolução dos sistemas operacionais que seria liderada pelo Windows. Até então, toda a navegação através de programas e pastas no computador era feita através de linhas de comando, e foi a criação de uma navegação por mouse que permitiu que até mesmo pessoas leigas conseguissem aprender facilmente como operar essas máquinas.

Mesmo que não tenha o nome tão reconhecido mundialmente como alguns de seus pares, como Bill Gates, Steve Jobs e Steve Wozniak, Larry Tesler foi um dos grandes responsáveis pela popularização dos computadores, e por criar meios de tirá-los de ambientes de maior especialização técnica (como as universidades) e torná-los um objeto do dia a dia de boa parte das pessoas do mundo.

Mais notícias