Filha de Belo pode pegar até oito anos de prisão por organização criminosa

Jovens passaram por audiência de custódia

Após uma audiência de custódia, na tarde desta quinta-feira (12), o juiz decidiu por manter a prisão de sete mulheres, incluindo a filha do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira. As outras envolvidas, presas por praticarem golpes eletrônicos com participação de motoboys ligados a traficantes do , seguem em prisão domiciliar por serem mães de crianças menores de 12 anos. As informações são do Portal Uol.

Segundo o noticiário, o delegado titular da Delegacia de Combate às Drogas, Gustavo Castro, conversou com o portal e deu detalhes da acusação. Ele informou que as acusadas podem pegar até oito anos de prisão.

“As 12 mulheres foram presas em flagrantes pelo crime de organização criminosa que tem uma pena de três a oito anos e vão também responder por cada estelionato que praticaram.” “Elas trabalhavam em uma central clandestina de telemarketing, montada em um apartamento alugado na Barra da Tijuca e ganhavam 15% de comissão, que girava em torno de R$ 5 mil a R$ 6 mil por cada golpe aplicado”, completou.

Filha de Belo pode pegar até oito anos de prisão por organização criminosa
Mais notícias