Deborah Blando diz estar curada da depressão por causa do budismo

Cantora lembra que remédios a deixavam robótica

O budismo está na vida de Deborah Blando há 21 anos. Durante esse período, a cantora viveu muitos altos e baixos em sua busca espiritual. A doença atinge muitas pessoas, ainda mais vivendo nesta fase de isolamento social e incertezas por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Posso dizer que não tenho qualquer centelha de depressão mais. Foi curada através de muitas bênçãos, energia positiva e aprendendo a controla a mente (…) Os remédios me faziam robótica, tinham efeitos colaterais horríveis para o meu corpo. Meditação não tem contraindicação”, avalia Deborah, já com 51 anos.

A cantora pop foi ícone nos anos 90 e viveu as dores e delícias da fama até encontrar um caminho que a fortaleceu. Atualmente, ela já não pensa mais em trilhar um caminho fora dos ensinamentos de Buda, que, segundo ela, a prepararam para a pandemia.

Há um dia, Blando lançou um novo clipe. A música fala de luz bençãos nesta fase que estamos vivendo.

https://www.instagram.com/p/B_o5arQhdT7/

 

Deborah Blando diz estar curada da depressão por causa do budismo
Mais notícias