Aos 84 anos, morre apresentadora Clarice Amaral

Artista chegou a ganhar prêmios

Conhecida por ter sido uma das pioneiras na televisão brasileira, Clarice Amaral morreu, aos 84 anos, em São Paulo. Ela teve uma carreira de sucesso, principalmente nos primeiros 30 anos da TV brasileira.

Segundo o portal Extra, ao anunciar a morte de Clarice, o jornalista Leão Lobo referiu-se a ela como a criadora do merchandising na TV. Ela iniciou sua carreira como garota-propaganda, mas logo virou a na TV Cultura. Também trabalhou na Tupi, Excelsior, Gazeta e Record. Nos anos 60, a mineira comandou o “Ginkana Kibon”, na Record, e ganhou o “Troféu Imprensa” em 67 como “Melhor a de TV”. Essa foi a primeira atração voltada ao público infantil com plateia ao vivo.

O noticiário ainda lembrou que, na Gazeta, ela esteve à frente do “Clarice Amaral em Desfile” por 10 anos. O programa era dedicado ao público feminino e foi um dos primeiros a ser exibido em cores. Depois de 45 anos, Clarice deixou a TV e comandou uma atração na rádio nos anos 80.

Aos 84 anos, morre apresentadora Clarice Amaral
Mais notícias