Aos 69 anos, morre cantor e compositor Tunai

Autor de ‘Frisson’, era irmão de João Bosco e foi gravado por Elis Regina, Fafá de Belém, Ney Matogrosso e Gal Costa

O cantor e compositor Tunai foi encontrado morto em sua casa no Rio de Janeiro na manhã deste domingo (26). José Antônio de Freitas Mucci tinha 69 anos. Irmão de João Bosco, é autor de ‘Frisson’, entre outros sucessos. Segundo informações de uma das filhas do músico, ele sofreu uma parada cardícada de madrugada.

“O atestado de óbito está registrado às 6h da manhã. A gente ainda está atordoada com o que aconteceu. Muito díficil falar”, declarou ela, em entrevista ao Estado de Minas. O corpo será velado a partir das 12h30 desta segunda-feira (27) no Memorial do Carmo, no Caju, e cremado às 15h30.

Nascido em Ponte Nova, na Zona da Mata, Tunai deixa também o filho André. Ele iniciou o seu curso de Engenharia Civil na cidade de Ouro Preto, onde também estudou João Bosco. Depois de se transferir para Belo Horizonte, onde concluiu seu curso, trabalhou durante um tempo como engenheiro, mas acabou correndo atrás do grande sonho e vocação: a música.

A cantora Elis Regina gravou várias composições de Tunai como: “As Aparências Enganam”, do disco “Essa Mulher” (1979); “Agora Tá”, de “Saudade do Brasil” (1980); e “Lembre-se”, gravado no show de lançamento de “Essa Mulher”, no Palácio do Anhembi, em São Paulo (SP), em setembro de 1979.

Em 1984 lançou o maior sucesso, “Frisson”, no LP “Em Cartaz”. O hit foi incluído na trilha da novela “Suave Veneno”.

Mais notícias