Zilu troca de advogado e declara guerra contra Zezé Di Camargo

A empresária teria tentado acordo com o cantor durante muitos anos para garantir sua parte da divisão de bens

Zilu Camargo pretende dar prosseguimento à briga judicial contra o ex-marido, Zezé Di Camargo. A empresária trocou de advogado e agora é cliente de Marcelo Saraiva. Segundo a jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a partilha de bens entre o casal ainda não foi realizada.

Zilu tentou acordo com Zezé durante muitos anos para garantir sua parte da divisão de bens. No começo deste ano, a empresária, ex-esposa de Zezé Di Camargo, veio à público dizer que havia sido coagida pelo ex-marido a assinar uma série de documentos em 2017 que davam posse a ele das empresas, que na verdade eram dos dois.

Zilu ainda alegou que os filhos também tiveram papel decisivo nesse processo e a incentivaram a assinar os papeis que davam diversos negócios da família em posse de Zezé Di Camargo.

Para Saraiva, a falha da briga judicial se deve devido ao antigo advogado da empresária: ela era cliente do mesmo defensor do cantor.

“Eu tenho 30 anos de advocacia nessa área de família e nunca vi nada igual”, comentou Saraiva ao blog de Fábia. “Fiquei perplexo com a quantidade de documentos relacionados à partilha de bens que a Zilu assinou contendo vícios que saltam aos olhos”.

“Por isso, vamos entrar com a ação anulatória desses documentos. Outro problema foi o fato de anteriormente ela ter tido um advogado em comum com Zezé para resolver essa questão, quando desde sempre deveria ter tido um profissional à parte que se dirigisse somente a ela”, enfatizou o profissional.

Segundo Saraiva, é possível que o antigo advogado tivesse intermediado negociações sem resultados entre as partes, criando documentos que, para ele, não têm valor.

“Pelo código de ética de advogados, ele deveria ter recusado a assistência a Zilu, que desde o início deveria ter um advogado independente para lidar com os interesses dela”, afirmou.

Wanessa Camargo também chegou a falar sobre a acusação da mãe de ter sido coagida pelos filhos a assinar os documentos passando as empresas da família para Zezé Di Camargo. “É injusto dizer que ele fez ameaça ou chantagem para ela. Até na partilha meu pai continuou pagando sozinho as contas do casal e nunca descontou isso dela”, disse a cantora que ressaltou que inicialmente houve um acordo entre a mãe e o pai para que cada um ficasse com 50% dos bens

Mais notícias