Príncipe Harry visitará projeto para remoção de minas terrestres de Diana

A viagem à Angola será a primeira oficial em família do duque, da duquesa de Sussex e do filho recém nascido, Archie

O príncipe Harry continuará seguindo os passos da ativistas da mãe, princesa Diana, e irá fazer uma visita a Angola no mês de setembro para conhecer o projeto de remoção de minas terrestres que foi destaque em umas das fotografias mais famosas de sua mãe. A viagem acontecerá entre 23 de setembro e 2 de outubro.

Diana morreu em 31 de agosto de 1997, alguns meses antes da assinatura do tratado internacional que proibiu o uso de minas terrestres no final do mesmo ano.

As fotos de Diana com equipamentos de proteção enquanto caminhava entre placas vermelhas com caveiras deram publicidade vital para à organização Halo Trust, cujo projeto em Angola era destinado à retirada de minas deixadas durante a guerra civil de Angola.

“(Harry) vai visitar o local onde sua mãe foi fotografada. Ele verá como uma área que era um campo minado perigoso em 1997 agora é uma rua movimentada com escolas, lojas e casas”, disse o Palácio de Buckingham na última sexta-feira (6).

O príncipe Harry, sua esposa, Meghan, e seu filho, Archie, vão começar uma viagem de 10 dias pela Cidade do Cabo, na África do Sul. Harry, de 34 anos, também vai a Malauí e Botsuana, a pedido do Ministério das Relações Exteriores, acrescentou o Palácio de Buckingham.

A viagem será a primeira oficial em família do duque e da duquesa de Sussex. Meghan, 37 anos, ex-atriz norte-americana, teve Archie, seu primeiro filho, em maio. O arcebispo Desmond Tutu estará entre as pessoas que o casal vai encontrar durante a visita.

Mais notícias