Paulo Henrique Amorim é afastado do Domingo Espetacular após 14 anos

As especulações são que o jornalista foi colocado na geladeira da Record por causa de pensamentos políticos divergentes da direção

Na última segunda-feira (24), a Record SP comunicou, em nota, o afastamento do jornalista Paulo Henrique Amorim no comando do programa “Domingo Espetacular”. O apresentador, dono do bordão ‘Olá, tudo bem?’ e que estava frente ao programa durante 14 anos, segue integrando o elenco da rede e disponível para outros projetos, mas será substituído na atração dominical imediatamente.

“O Domingo Espetacular, a partir deste domingo, 30, será apresentado por Patrícia Costa e Eduardo Ribeiro. Paulo Henrique Amorim deixa o programa e permanece na emissora à disposição para novos projetos. As mudanças fazem parte do processo de reformulação do jornalismo da Record TV, que está sendo implementado pelo vice-presidente de jornalismo da Record TV, Antonio Guerreiro, desde janeiro deste ano.”

O apresentador deixa o Domingo Espetacular após uma história de resistência, segundo aponta o site Notícias da TV. No blog Conversa Afiada, ele teve a cabeça pedida à Record inúmeras vezes desde 2014, quando a polarização entre esquerda e direita se tornou mais forte.

A emissora resistiu depois de uma pesquisa apontou que o rosto do profissional era fundamental para a credibilidade da revista eletrônica. Nos últimos meses, ficaram fortes os rumores de que o jornalista teria sido demitido da Record por ser crítico em relação ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), e também ao Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Na semana passada, Paulo Henrique Amorim publicou um vídeo questionando se Bolsonaro torcia para o Flamengo ou Palmeiras e cantou “Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer… breve”.

Mais notícias