Naiara Azevedo se defende de acusações de plágio

A cantora disse que 'não roubou' a música "Manda Áudio"

A cantora Naiara Azevedo foi a público se defender de acusações recebidas de que teria plagiado a música “Manda Áudio” que foi lançada anteriormente pelo grupo de pagode Di Propósito. A banda lançou a versão dela no YouTube no dia 8 de agosto. Eles alegam que a cantora sertaneja colocou os mesmos arranjos na versão dela sem autorização prévia.

“Por que não fomos convidados? Não tínhamos noção de onde nosso som está chegando e que está agradando tanto as pessoas. Inclusive, regravando com o mesmo arranjo, né? Criatividade. Teria mais a ver se tivesse nos convidado, né Naiara?”, publicou o grupo ao reproduzir trechos do vídeo divulgado por Naiara no qual embala a canção com Dilsinho.

A composição é de autoria de Cláusio Dutra, Bruno Mandioca e João Matheus, e os arranjos dos produtores musicais Boris e Jota Moraes.

Pelo Instagram, Naiara Azevedo deu a sua versão do caso e disse que não “roubou” a musica de ninguém. A artista revela que não conhecia a versão dos pagodeiros e que comprou todos os direitos para poder gravar a música.

“Paguei a música e todos os direitos dela. Então primeira parte da polêmica esclarecida. Não roubei a música de ninguém”, disse. “A música não foi lançada. E a produção dela também não é do grupo de pagode. É de um produtor maravilhoso que é o Boris”, emendou a artista, que inclusive elogiou o Di Propósito e até os marcou em sua publicação para que possam conversar.

“Vocês sabem muito bem que não existe nada de irregular. Vocês foram um pouco afoitos, porque a música não foi lançada, não existe nada de irregular”, finalizou. A tendência é que a canção seja lançada por ela ate o final do mês de outubro.

Mais notícias