Ex-panicat Juju Salimeni terá que pagar R$20 mil por faltar em feijoada

A modelo cancelou a aparição poucas horas antes do início do evento

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso condenou a modelo e ex-panicat Juju Salimeni a pagar R$ 20 mil de danos morais por ter cancelado de última hora sua participação num evento na cidade de Sinop, segundo informações do UOL.

A Justiça também estipulou que ela e a empresa REC Agência de DJs & Entretenimento paguem R$ 2.829,94 por danos materiais.

A assessoria do TJ disse ao UOL que Juju apresentou um recurso pedindo o afastamento da condenação por dano moral, e a redução da quantia a ser paga em 50% do que havia sido acertado.

A ex-panicat assinou contrato confirmando participação artística no evento “Feijofashion”, que aconteceria nas dependências da “Feijo Vip”, em 7 de abril de 2013.

De acordo com o TJ, “os organizadores sustentaram que só foram avisados de que a artista não comparecia na manhã da festa, poucas horas antes do início, não havendo tempo para substituir a atração, como estabelecia o contrato firmado entre as partes”.

“Eles também comprovaram os gastos com a publicidade do evento, feita por meio de panfletos, revistas, jornais e vídeos. Segundo eles, houve a frustração do público e o comprometimento de sua imagem e credibilidade perante a comunidade local”, informou.

A ausência da ex-panicat, segundo a desembargadora Nilza Maria Pôssas de Carvalho, acarretou no descrédito daqueles que compraram os ingressos com o intuito de vê-la e criou uma indisposição dos organizadores do evento. Portanto, o prejuízo seria grande e além da quebra de contrato

Mais notícias