Demi Moore compara ex-marido Ashton Kutcher com seu vício em drogas

Demi Moore deu entrevista ao talk show Red Table Talk na última segunda-feira, 4, e comparou seu passado de dependência química com a relação de “codependência” que viveu com o ex-marido Ashton Kutcher. “Meu vício no Ashton foi provavelmente o mais devastador. Isso realmente me sugou emocionalmente”, disse ela.

A artista conta também que teve uma recaída com álcool e drogas durante uma viagem com o ator, depois de quase 20 anos longe das substâncias. “Criei a ideia de que ele queria alguém com quem pudesse tomar vinho e curtir, mas ele não foi o motivo de eu ter aberto essa porta na minha vida. Eu queria ser algo que eu não era, abandonei meu controle”, revela.

Os dois ficaram casados por cerca de oito anos e se divorciaram em 2013, após Demi descobrir que havia sido traída pelo ator. O término da relação a fez ter mais uma recaída, na qual voltou a abusar de álcool e de Vicodin, remédio usado para tratar dores fortes.

Em sua autobiografia intitulada Inside Out – lançada em setembro deste ano -, ela revela que quase morreu por overdose e sexo a três em sua mansão meses depois de se separar.

A dependência química fez Demi perder, na época, o vínculo com as três filhas, frutos do relacionamento com o ator Bruce Willis

“Eu nutri comigo uma narrativa de que ela não me amava. Eu acreditava nisso de verdade”, disse a caçula Tallulah Willis, de 25 anos, que acompanhou a mãe no Red Table Talk ao lado da irmã Rumer Willis, de 31.

A jovem tinha nove anos quando viu Demi tendo problemas com drogas pela primeira vez, mas hoje tem uma relação estável com a mãe. “Tenho total certeza de que ela me ama, mas naquele momento eu estava machucada”, desabafou.