Celular de mulher que acusa Neymar é alvo de busca e apreensão pela Justiça

Modelo disse que entregaria o aparelho com as provas, mas não cumpriu a promessa

Nájila Trindade, que acusa Neymar de estupro e agressão durante um encontro em Paris, disse que entregaria o celular com supostas provas contra o craque. Como a modelo não cumpriu a promessa, a Justiça emitiu um mandado de busca e apreensão do aparelho.

A modelo disse que entregaria o telefone até o dia 11 deste mês. com o final do prazo, a Polícia Civil solicitou que a Justiça emitisse o mandado e, deste então, Nájila não estaria mais sendo encontrada em seu apartamento.

Conforme noticiado pelo Portal R7, o Ministério Público se manifestou favorável ao pedido para que as conversas entre a modelo e Neymar, além de uma outra, com uma amiga da suposta vítima, seja analisada, afim de colher provas para a elucidação do caso.

Mais notícias