Após mandado de busca, advogado diz que mulher que acusa Neymar não lembra onde deixou celular

Tablet teria sumido durante um assalto e celular teria sido esquecido em algum lugar

Após a Justiça emitir um mandado de busca e apreensão do celular de Nájila Trindade, nesta segunda-feira (17), o advogado da modelo falou que o aparelho não estava mais com sua cliente. “Ela disse onde ficou o celular, ou no carro do ex-advogado ou na casa onde ela esteve depois no dia que ela esteve aqui.”

Segundo Cosme Araújo, Nájila não viu mais o telefone desde o último depoimento. “Ela saiu para vir aqui prestar depoimento e quando saiu daqui ela foi levada para um hospital. Quando ela voltou não teve mais acesso ao celular,” garantiu.

O profissional também explicou que a modelo bateu em Neymar como “respostas” às supostas agressões que teria sofrido durante um encontro, no dia anterior. “Ela bateu nele porque baiano é bicho arretado, bateu levou”, disse.

Na época do último depoimento, a modelo disse aos policiais que o tablet onde estavam armazenadas as provas contra Neymar teria sido roubado de dentro do apartamento. No entanto, o proprietário do imóvel onde a modelo mora garantiu que não houve crime algum.

Segundo o dono, que não quis se identificar, uma empregada tinha deixado o portão aberto e não houve sinais de arrombamento. O porteiro do condomínio chegou a abrir um boletim de ocorrência contra a mulher após uma suposta ameaça.

Segundo noticiada pelo Uol Esportes, Nájila teria dito ao porteiro: “Sua conversa é comigo, você falou com todo mundo menos comigo que sou a dona do apartamento, tô aqui com meu irmão e com uma galera e você sabe o que é, vai ser melhor para você”. O profissional também pediu medida protetiva contra ela.

Mais notícias