Anitta fala sobre bissexualidade e depressão em entrevista

''Sempre gostei de garotas'', disse a cantora para site italiano

Sincera e direta, Anitta fez abriu o jogo sobre sua bissexualidade e depressão em uma entrevista para um site italiano.
Nas redes sociais, o site publicou um vídeo, no qual a cantora surgiu falando abertamente sobre sua sexualidade. “Eu sempre gostei de garotas. Eu contei para minha mãe quando tinha 13 anos”, contou.

Ainda na gravação, a funkeira explicou que esperou o melhor momento para tornar essa informação pública para não ser protagonista de notícias sensacionalistas sobre o assunto.

Anitta então falou sobre normatizar a bissexualidade. “Ninguém vai cantar na televisão e fala ‘oi, sou hetero’. Ninguém precisa fazer isso. É assim que quero que lidem com minha bissexualidade. Se você vir um homem e uma mulher se beijando na rua, vai lidar com isso com naturalidade. Eu quero que vejam eu com uma garota tão naturalmente quanto”, falou.

For the Record: Anitta

Anitta es una cantante brasileña que colabora con artistas como Becky G o J Balvin. Uno de sus objetivos es demostrar que todo lo que siempre ha hecho un hombre, también lo puede hacer una mujer. “El mensaje que me gustaría mandar a las mujeres es que no hay nada como la libertad”

Publicado por Freeda ES em Terça-feira, 16 de abril de 2019

Sobre a depressão, que até teria afetado seu relacionamento com Pedro Scooby, Anitta contou que a doença chegou em sua vida quando deu muita importância para o que as pessoas achavam dela.

“Acho que a depressão chegou para mim quando comecei a prestar atenção demais ao que as pessoas tinham a dizer sobre mim. Quando você entende que as pessoas não conhecem sua história, não sabem pelo que você passou, não sabem como é… estão vendo de fora e não sabem o que você passou para chegar até aquele ponto”, compartilhou.

Mais notícias