Alcione cai em escada rolante de aeroporto e é levada em cadeira de rodas

Cantora sofreu o pequeno acidente na manhã desta terça-feira (20) no Rio de Janeiro

A cantora Alcione deu um susto nos fãs durante passagem pelo aeroporto Santos Dumond, no Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (20). Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, a cantora caiu da escada rolante de um dos terminais e teve que ser levada em uma cadeira de rodas.

A eterna ‘Marrom’, caiu em uma escada rolante após um pedaço da calça dela ter se prendido na escada. Assustada, a artista deu um grito que fez os demais usuários correrem para ver do que se tratava. Felizmente, Alcione não se machucou, e foi levada do local do incidente em uma cadeira de rodas por precaução.

(Reprodução, Fábia Oliveira)

No fim de julho, aos 71 anos, a cantora gravou uma campanha ao lado de Ludmilla e para uma marca de beleza dirigida por Giovanni Bianco, que já fez trabalhos com Madonna, Anitta e Rihanna.

Nas imagens, as duas aparecem dentro de um banheira de espuma cantando “Chega de saudade”, clássico da Bossa Nova imortalizada por João Gilberto em seu primeiro disco, de 1959.

Em 2018, Alcione foi internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com quadro de angina instável, um bloqueio do fluxo sanguíneo nas artérias que irrigam o coração e que pode ocasionar um infarto. Ela foi submetida a um cateterismo seguido de angioplastia para desobstruir a artéria.

Bolsonaro

A cantora de samba Alcione usou as redes sociais na manhã deste sábado (20), para exercer seu papel de cidadã. A ‘Marrom’, não ficou nada satisfeita com a declaração polêmica do Presidente Jair Bolsonaro sobre o Nordeste.

Em seu Instagram, a sambista Alcione, com uma camisa com as cores do Maranhão, compartilhou um vídeo pedindo respeito ao chefe do executivo: “Presidente Bolsonaro, eu não votei no senhor e não me arrependo. Eu sou uma brasileira que não torço contra o governo, não sou burra. Eu sei que se torcer contra, estou torcendo contra o meu país. Agora meu pai sempre me dizia, que meu avó já dizia para ele: “Quem quer respeito, se dá”

Mais notícias