A Miss Universo de 2019 é uma sul-africana que impactou com o discurso

Zozibini Tunzi levou a terceira coroa para o país de origem

A Universo eleita em 2019 é a representante da África do Sul, Zozibini Tunzi. Na noite de domingo (08) o país conquistou a terceira coroa do concurso, a última foi em 2017.

Antes dela, ocuparam o posto as sul-africanas Demi-Leigh Nel-Peters (2017) e Margaret Gardiner (1978). Negra e de cabelos curtíssimos, a nova Universo impactou pelo discurso coerente e pela elegância. A última negra coroada na competição foi a angolana Leila Lopes, em 2011.

“Eu cresci em um mundo onde mulheres como eu, com a minha pele e meu cabelo, nunca foram consideradas bonitas. Ja chegou a hora de parar com isso. Eu quero que crianças olhem pra mim e vejam os seus rostos refletidos no meu”, respondeu Tunzi, quando questionada sobre qual seria sua principal atuação caso vencesse.

O show da final aconteceu em Atlanta (EUA) e contou com um total de 90 misses. Tunzi recebeu a coroa das mãos da filipina Catriona Gray, Universo 2018. Em segundo e terceiro lugares ficaram, respectivamente, as misses Porto Rico, Madison Anderson, e México, Sofía Aragón.

A Miss Universo de 2019 é uma sul-africana que impactou com o discurso
Mais notícias