Preso é torturado no México com músicas do cantor Maluma

Gilberto Garza diz ter sido torturado por polícias com música alta

Um homem chamado Gilberto Aguirre Garza, ex-fiscal de Xalapa, no México, está preso na cidade de Veracruz e denunciou, por meio de seu advogado, que foi torturado com música do Maluma. As informações são do jornal Clarín. O presidiário conta que foi obrigado a escutar, no maior volume, dia e noite, as músicas do astro do reggaeton por sete dias seguidos.

Gilberto foi condenado por crimes relacionados a “desaparecimentos forçados” e, segundo ele, a polícia usou da estratégia de “Maluma em alto volume” para que ele abrisse a boca e entregasse detalhes sobre outros funcionários. O preso conta que outros seis presidiários também foram submetidos “a esse tipo de tormento”.

Para se defender da música alta, Gilberto Aguirre Garza tentava tapar os ouvidos com um travesseiro improvisado com um cobertor e um calça jeans. Mesmo assim, o barulho não lhe permitia dormir. Chantaje?

Mais notícias