Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Michael Jackson foi castrado pelo pai, diz médico

Médico, que foi condenado por prescrever overdose ao cantor, esperou Joe Jackson falecer para soltar declaração polêmica

Mais uma polêmica circunda a família Jackson. Depois da morte de Joe Jackson, pai de Michael, no dia 27 de junho por causa de um câncer no pâncreas, o médico Conrad Murray acusou o patriarca da família de ter castrado o filho quimicamente. O feito proposital seria para manter a voz do cantor mais aguda e não se tornar mais grave com a puberdade.

“A crueldade expressada por Michael que ele havia vivido nas mãos de seu pai, particularmente o mau tratamento e, além disso, o fato de que ele foi castrado quimicamente para manter sua voz estridente, está além das palavras”, disse Murray, segundo a revista People.

Após a morte do pai do cantor, Murray declarou em vídeo exposto pelo site americano The Blast que espera que “Joe Jackson encontre a redenção no inferno”.

Vale lembrar que o médico foi condenado a 2 anos de prisão por homicídio após prescrever uma overdose de propofol a Michael Jackson, em 2009.

Você pode gostar também