Secretário de Turismo é denunciado por morte do ator Domingos Montagner

MP entendeu que município foi omisso

Após a Polícia Civil concluir o inquérito da morte de Domingos Montagner, que confirmou o afogamento como causa, o secretário de Turismo de Canindé de São Francisco foi denunciado pelo Ministério Público Estadual de Sergipe.

Segundo o "Jornal Hoje", da TV Globo, desta segunda-feira (21), José Dimas dos Santos Roque pode responder a um processo criminal por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), com detenção de até três anos. Domingos morreu afogado no rio São Francisco em setembro, quando gravava o fim da novela "Velho Chico".

O órgão entendeu que o município foi omisso em não manter placas que informassem o risco de afogamento por conta da correnteza e de redemoinhos, além da falta de salva-vidas no local. A denúncia, assinada pelo promotor Emerson Oliveira Andrade, assim como o processo, devem ser analisados pela Justiça em até 30 dias.

Domingos, de 54 anos, desapareceu no início da tarde do dia 15 de setembro, enquanto mergulhava em um momento de folga com a colega Camila Pitanga. O corpo do ator foi encontrado preso nas pedras mais de três horas após seu desaparecimento, a 30 metros de profundidade, perto da Usina Hidrelétrica de Xingó.

Substituição

Com a morte do ator, Rodrigo Lombardi foi convidado para substituí-lo na série "Carcereiros", prevista para estrear em 2017 na Globo. Domingos viveria Adriano, o protagonista da trama, baseada em um livro homônimo do médico Drauzio Varella. "Essa semana recebi um convite. Melhor… Essa semana fui promovido. Melhor… Essa semana fui honrado com esse convite. A incumbência de substituir (se é que a palavra se aplica nesse caso) meu amigo 'Mingo' na série 'Carcereiros'", escreveu Rodrigo em seu Instagram.

Mais notícias