Neymar e Messi lamentam acidente de avião com time da Chapecoense e desejam ‘força’

Tragédia matou mais de 70 pessoas na Colômbia

Neymar usou suas redes sociais para lamentar a queda do avião que transportava o time da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira (29), horário de Brasília. O acidente ocorreu quando a aeronave chegava ao Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto de Medellín, na Colômbia. No mês passado, Lexa e MC Guimê escaparam de acidente aéreo quando iam do Rio de Janeiro para Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

"Impossível acreditar nessa tragédia, impossível acreditar no ocorrido, impossível acreditar que o avião caiu, impossível acreditar que atletas, seres humanos estavam nesse avião, impossível acreditar que essas pessoas deixaram suas famílias .. é impossível acreditar!!! Hoje o mundo chora, mas o céu se alegra em receber campeões. Meus sentimentos a todos os familiares e amigos", escreveu o jogador na sua conta de Instagram, ao compartilhar uma imagem de apoio à equipe catarinense, após a confirmação de mais de 70 mortes. "Força, Chape", acrescentou.

Quem também se manifestou foi Messi, que compartilhou diversas mensagens no Twitter. "Que notícia triste. Que suas almas descansem em paz. Dia triste para o futebol. Pensamentos e orações estão com a família e amigos dos jogadores da Chapecoense" , lamentou o argentino pai do pequeno Mateo, nascido em setembro de 2015. O atacante do Barcelona também publicou imagens da equipe brasileira dentro da aeronave e lembrou ter usado o mesmo avião, há três semanas, junto com a seleção argentina para viajar ao Brasil.

O time de Chapecó ia disputar nesta quarta-feira a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. O avião levava nove tripulantes e outras 72 pessoas, entre equipe técnica, jornalistas, o técnico Caio Júnior e o ex-jogador Mario Sergio, atualmente comentarista do canal esportivo FoxSports. Dos cinco sobreviventes estão três jogadores (o lateral Alan Ruschel e os goleiros Danilo e Follmann). As possíveis causas da tragédia indicam falta de combustível e más condições climáticas.

Em maio do ano passado, os apresentadores Angélica e Luciano Huck passaram por grande susto quando a aeronave onde estavam precisou fazer pouso forçado aqui no Estado. Luciano Huck, Angélica e os filhos precisaram recorrer às sessões de terapia para superar o trauma. Recentemente, a apresentadora afirmou que também fez meditação e yoga.

Mais notícias