Para comemorar aniversário de MS, Chalana de Prata é atração de live neste domingo

Show seria presencial, mas Fundação de Cultura voltou atrás após críticas

O grupo Chalana de Prata é a atração deste domingo do evento de comemoração do aniversário de 43 anos de criação de . O show começa às 19h e será transmitido pelo YouTube.

O evento seria presencial, mas a presença de público causou polêmica. Profissionais da saúde demonstraram preocupação.

“Se for feito com lugares marcados e em local aberto, os riscos são menores. Há a necessidade de evitar aglomerações tanto na entrada, quanto durante o evento e saída. Não é momento ideal, precisamos entrar em uma tendência de queda mais clara e média móvel descendente por pelo menos 2-4 semanas”, explicou o infectologista Julio Croda.

A contratação do evento custou R$ 25 mil aos cofres estaduais. Este seria o primeiro evento aberto ao público desde o início da pandemia de . Seriam 400 lugares demarcados, sendo que a capacidade normal de público nas arquibancadas da Concha Acústica que é de 1.050 lugares.

Na sexta-feira (9), o secretário de estado de Saúde, , afirmou que tratava-se de um evento transmitido ao vivo

“A diretora-presidente da Fundação de Cultura, Mara Caseiro, garantiu que será um evento através de live e todas as regras de biossegurança serão adotadas. Queremos, mais uma vez reafirmar que está atento ao Prosseguir, criado pelo próprio governo com a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), certamente não seremos nós que vamos cometer qualquer ação que colida com o Prosseguir”, ressaltou.

Apresentação

Com Celito Espíndola, no baixo e voz; Paulo Simões, nos vocais e viola de dez cordas e Guilherme Rondon, no violão, e com a participação especial de Geraldo Espíndola, o show vai relembrar sucessos do grupo.

O show vai ter a participação especial do filho de Dino Rocha, Maninho Rocha. Dino era um dos componentes do Chalana de Prata até antes de seu falecimento.

Para comemorar aniversário de MS, Chalana de Prata é atração de live neste domingo
Mais notícias