Curcuma: 9 benefícios surpreendentes da planta para a saúde

Saiba mais sobre essa especiaria que pode ser encontrada facilmente e tem várias utilidades

Anti-inflamatória, antioxidante, antibacteriana e digestiva, a cúrcuma é uma raiz extremamente poderosa com várias propriedades medicinais. Da mesma família do gengibre, esta especiaria é bastante utilizada em forma de pó para temperar carne ou vegetais.

A cúrcuma é uma planta bastante conhecida mundialmente em virtude de suas propriedades medicinais e de seu uso culinário. É também chamada de açafrão-da-terra, açafrão-da-índia, açafrão, mangarataia e gengibre-dourado. Conhecida no mercado internacional como turmeric, a cúrcuma é também utilizada em produtos de perfumaria e têxteis.

Altamente antioxidante, pode ser igualmente utilizada como receita caseira para tratar gripes, problemas gastrointestinais ou crises de asma. Veja nove super benefícios associados ao consumo regular desta planta:

  1. Melhora a digestão;
  2. Ajuda a emagrecer;
  3. Combate gripes e constipações;
  4. Previne crises de asma;
  5. Desintoxica o fígado;
  6. Equilibra a flora intestinal;
  7. Diminui colesterol;
  8. Estimula o ótimo funcionamento do sistema imunológico;
  9. Atenua condições dermatológicas, tais como acne, eczema e psoríase.

Como usar?

Algumas formas de utilização dessa planta são: decocção (fervura) do rizoma, infusão, tintura (tipo de preparação em que se utiliza álcool e uma determinada planta medicinal), pó micronizado, extrato seco, extrato padronizado e extrato fluido. A forma de uso recomendada vai depender de cada tratamento.

Não podemos esquecer ainda que a cúrcuma é utilizada como condimento, podendo ser utilizada, por exemplo, em molhos, carne vermelha e branca, no arroz e em caldos. O sabor da cúrcuma é levemente picante.

Recomenda-se colocar 1 colher de café de pó de cúrcuma em 150 ml de água a ferver e deixar repousar durante 10 a 15 minutos. Beba até 3 xícaras diariamente entre as refeições.

O tempero é um produto que apresenta baixa toxicidade, não causando danos quando utilizada em doses de até 10 g/dia. Apesar de não causar grandes danos, o uso da planta apresenta algumas contraindicações.

Pessoas que possuem úlceras gástricas ou que apresentam histórico do problema não devem fazer uso prolongado da cúrcuma. Além disso, pessoas que apresentam sensibilidade ou alergia à cúrcuma, obstrução de ductos biliares, distúrbios hemorrágicos ou que usam medicamentos que alteram o processo de coagulação não devem fazer uso da cúrcuma.

Curcuma: 9 benefícios surpreendentes da planta para a saúde
Mais notícias