Com preço do arroz nas alturas, aprenda com veganos opções para substituir o grão

Nutricionista explica que a melhor opção seria pelos tubérculos, mas é preciso ter cuidado

Com o valor do pacote de 5kg de arroz chegando a R$25 em Campo Grande, muitos têm pensado duas vezes antes de ‘investir’ no item essencial que, junto ao , é considerada a dupla mais famosa do prato dos brasileiros. Escolher outros alimentos para substituir o item no dia-a-dia pode ser complicado. Entretanto os veganos, acostumados a utilizar ‘alternativas’ à ingestão de proteína animal, podem nos ajudar a variar o consumo do grão – e até a gastar menos..

O Jornal Midiamax conversou com pessoas adeptas da dieta vegana. Segundo a Associação Brasileira de Veganismo, podem ser considerados veganos aqueles que “excluem, na medida do possível e praticável, todas as formas animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade”.

Entretanto, substituir alimentos assim, de uma hora para outra, pode ser prejudicial à saúde. É por isso que a professora Luciana Costa, de 25 anos, consultou uma nutricionista antes de retirar totalmente as carnes da alimentação. “Para substituir o arroz geralmente comemos, aqui em casa, batata doce ou quinoa, que é uma ótima fonte de proteína”.

Com preço do arroz nas alturas, aprenda com veganos opções para substituir o grão
Luciana acrescenta outros grão ao arroz para “fazer render”. (Foto: Arquivo pessoal)

Apesar das opções, a professora reconhece que quinoa não é um grão tão acessível financeiramente. Por isso, outra estratégia usada por Luciana é colocar lentilha e cenoura, por exemplo, misturado ao arroz “para que renda mais”. Ela e a namorada, Adrielle Clemente, que é vegana há três anos, costumam ir a feiras de rua no bairro e comprar em atacadistas, ainda com o objetivo de economizar.

Matheus de Souza Maciel, 25, é publicitário e também costumava procurar sacolões e feiras ao ar livre para fazer suas compras gastando menos. Ele explica que substitui o arroz branco pelo arroz de couve flor, quinoa e lentilha. Com a pandemia, Matheus optou pelos aplicativos de delivery. “Achei um hortifruti muito legal no Ifood e peço legumes e verduras a cada 15 dias, geralmente”.

Além do bom e velho macarrão, a atriz Karen Mara Freitas, 19, prepara as refeições em casa – o que evita gastos em restaurantes, que podem transferir o valor do aumento nos preços para o consumidor – e inclui na dieta batata e mandioca, quando pensa em substituir o arroz. “Para fontes de ferro e proteína, eu como também mais o preto do que o carioca, ouvi falar que tem mais ferro, além de brócolis e tofu, que eu mesma faço”.

Com preço do arroz nas alturas, aprenda com veganos opções para substituir o grão
Karen é vegana e não come arroz todos os dias da semana. (Foto: Arquivo pessoal)

O que dizem os nutricionistas?

Conforme explica a nutricionista Tatiana Sarmento, o arroz branco sozinho não oferece benefícios como fonte de proteína. “Ele precisa estar associado a alguma leguminosa, como o , ou grão de bico e lentilha”, explica.

Combinado com os brócolis, como o que é preparado por Matheus, Tatiana afirma que o arroz se torna uma importante fonte de aminoácido. “A melhor substituição seria pelos tubérculos, como a batata doce, a mandioca, o inhame e o cará”.

Apesar das substituições serem acessíveis, a nutricionista explica que existem desvantagens que não deixam de ser consideradas. “Os tubérculos não têm todo tipo de aminoácidos presente na combinação arroz e , é preciso acrescentar leguminosas. O ideal é combinar todos eles e fazer receitas como o escondidinho, por exemplo”.

Com preço do arroz nas alturas, aprenda com veganos opções para substituir o grão
Mais notícias