Grupo de Motociclistas distribui ovos de chocolate para crianças

Os 42 participantes foram ao Posto de Assistência Chico Xavier

O grupo de motociclista da Associação Kaveria Nômade Moto e Triciclo Clube foi até o bairro Dom Antônio Barbosa na tarde deste sábado (20) para fazer “o bem sem ver a quem”. O grupo de 42 motociclistas foi ao Posto de Assistência Chico Xavier onde fez a entrega de doações para famílias que fazem parte do Instituto e residem na região. Segundo o Instituto, cerca de 70 famílias e 120 crianças foram atendidas.

Entre as doações estavam alimentos, ovos de chocolate, cachorro quente e refrigerante para as crianças. Além da Páscoa, o Moto Clube também já participou de ações no natal, no Dias das Mães para prestar assistência para o pessoal ao arrecadar roupas e alimentos.

(Foto: Marcos Ermínio)

Desde a fundação do grupo, há 4 anos, a Associação Kaveria Nômade começou com essa iniciativa. Os integrantes novos já se associam sabendo que o grupo faz esse tipo de trabalho voluntário.

(Foto: Marcos Ermínio)

O presidente do Moto Clube, Luiz Loko, informou que 42 pessoas fazem parte do projeto e o trabalho voluntário é gratificante. Segundo ele, a melhor parte é ver as crianças realizadas e felizes, com um sorriso no rosto da criançada.

“Termos essa proposta desde a fundação. A gente vem aqui na Páscoa, Natal e Dia das Mães para ajudar os moradores com roupas sapatos e hoje, no caso, doar ovos de chocolate, refrigerante e cachorro quente. A nossa felicidade é muito maior que a deles, ver uma criança ganhando um ovo, para eles é uma festa, e para nós alegria de fazer o bem”, frisou

(Foto: Marcos Ermínio)

Já o coordenador do Posto de Assistência Chico Xavier, que existe há 22 anos, Antônio Wanderley Souza da Silva diz que essa contribuição é um alento e muito gratificante. “Isso faz a gente ver, que a caridade realmente é contagiante. O bem é um bumerangue, se você faz o bem ele volta pra você”, diz. “O nome é kaveiras mas eles são de um solidariedade incrível”, conclui.

A moradora dona Maria Luzinete dos Santos de 74 anos se diz muito feliz e agradecida com a iniciativa: “só eles mesmo pra fazerem isso por nós. Porque a gente não pode. Agradecemos primeiro a deus e depois a eles. É lindo ver o sorriso das crianças”, afirmou em entrevista ao Jornal Midiamax.

(Foto: Marcos Ermínio)

Leandra Cristina Ramos da Silva, de 9 anos, é estudante e veio pela primeira vez participar do projeto.
“Estou aproveitando para comer bastante. E vou voltar sempre que tiver”, disse.

(Foto: Marcos Ermínio)

A coleta dos materiais é feita através de arrecadação de roupas e alimentos. Outros moto clubes também já visitaram o centro de apoio. A criação do grupo e o nome “kaveiras” simboliza todos sermos iguais, independentemente.

Mais notícias