MidiaMAIS / Comportamento

1 em 4 pessoas tem queda de cabelo após Covid; veja como amenizar condição

Pesquisadores de universidades dos Estados Unidos, do México e da Suécia revelam que em torno de 25% das pessoas que contraem o COVID-19 tem como sintomas a perda de cabelo. Mas afinal, por que isso acontece? De acordo com os profissionais de saúde, a queda capilar ocorre devido a uma resposta inflamatória que interfere no […]

Nathália Rabelo Publicado em 31/03/2021, às 17h55 - Atualizado às 17h59

None
Queda de cabelo pós Covid-19 (Foto: Getty Images)

Pesquisadores de universidades dos Estados Unidos, do México e da Suécia revelam que em torno de 25% das pessoas que contraem o COVID-19 tem como sintomas a perda de cabelo. Mas afinal, por que isso acontece?

De acordo com os profissionais de saúde, a queda capilar ocorre devido a uma resposta inflamatória que interfere no ciclo capilar, fazendo com que os fios entrem na fase de queda. Esse processo é chamado de “eflúvio telógeno”, caracterizado por uma queda de cabelo aguda, normalmente superior a 200 fios por dia e atingindo todas as áreas do couro cabeludo.

As informações da comunidade médica mostram que o eflúvio telógeno pode surgir em três ou quatro meses após a melhora nos quadros do novo coronavírus. Além do mais, a condição pode durar de três a seis meses. Mas esse efeito colateral não é apenas do Covid-19, uma vez que o eflúvio pode ser causado por outras doenças, além do estresse elevado, má alimentação, alterações hormonais, etc. Contudo, a presença do vírus no organismo pode intensificar o aparecimento.

Confira a seguir dicas de como amenizar o efeito da queda capilar com cuidados simples que você pode adotar no dia a dia. Mas lembre-se, é importante também buscar ajuda profissional de dermatologistas que podem indicar medicamentos para o controle da queda.

Como controlar queda capilar

Alimente-se bem: O que ingerimos influencia o nosso corpo e também em nossos cabelos. A nutrição dos nossos fios é extremamente necessária, a ingestão de proteína e vitaminas A, C e E. Peixe, feijão, nozes, espinafre, cenoura, laranja e grãos inteiros, são indispensáveis;

Hidrate-se: Água deve estar sempre à mão, pois a hidratação do corpo refletirá na hidratação dos fios;

Evite as químicas: Utilizar químicas como tinturas e progressivas, podem ser muito prejudiciais e acelerar o processo de queda, além de atrapalhar o crescimento dos cabelos. Portanto, neste período delicado, o melhor é não fazer uso delas e deixar o cabelo o mais natural possível;

Faça uma limpeza: Fazer um detox, ou peeling capilar, no couro cabeludo, pode ser um grande auxílio, pois ativa a circulação sanguínea melhorando a oxigenação e irrigação do bulbo capilar, contribuindo na redução da queda. Você pode, por exemplo, buscar shampoos que possuem essa finalidade;

 Use produtos para auxiliar na redução: Utilizar produtos que possuam ativos vegetais e vitaminas que atuem no couro cabeludo e fortalecimento dos fios, auxiliará no nascimento de novos fios e na redução da queda;

Se atente à temperatura: Água do chuveiro, chapinha, secador podem se tornar inimigos poderosos da luta contra a queda de cabelo. Altas temperaturas eliminam a hidratação do cabelo, tornando-os ressecados e quebradiços, além de prejudicar o couro cabeludo;

Por isso, use água morna ou fria na hora de lavar o cabelo. Quando precisar fazer uma escova para mudar um pouco de visual, não se esqueça de aplicar um bom protetor térmico antes do secador e chapinha, que devem estar na temperatura média.

Jornal Midiamax