MidiaMAIS / Comportamento

Rotina de skincare vira ‘febre’ durante quarentena e especialistas alertam para os riscos

Os produtos de cuidados com a pele são a ‘febre do momento’ nas redes sociais em razão de vários influenciadores sugerindo dermocosméticos de skincare para rotina diária. A popularidade dos perfis ficou ainda maior durante a pandemia, pois devido a necessidade de ficar em casa por causa da quarentena, o ‘spa em casa’ se tornou […]

Mariane Chianezi Publicado em 30/05/2020, às 08h47 - Atualizado às 08h49

Foto: Mariane Chianezi, Midiamax
Foto: Mariane Chianezi, Midiamax - Foto: Mariane Chianezi, Midiamax

Os produtos de cuidados com a pele são a ‘febre do momento’ nas redes sociais em razão de vários influenciadores sugerindo dermocosméticos de skincare para rotina diária. A popularidade dos perfis ficou ainda maior durante a pandemia, pois devido a necessidade de ficar em casa por causa da quarentena, o ‘spa em casa’ se tornou essencial principalmente para as mulheres.

Muitas páginas nas redes sociais indicam produtos em massa aos internautas, mas conforme os especialistas, usar dermocosméticos sem a orientação de um profissional pode causar danos para a pele se o produto usado não for o adequado.

De acordo com a médica dermatologista Maria das Graças, os produtos de cuidados com a pele devem ser individualizados e devem ser recomendados por um profissional. “O dermatologista vai avaliar o tipo de pele, os problemas que apresenta e indicar os produtos cosméticos e os medicamentos adequados”, disse ao Jornal Midiamax.

Ainda segundo a especialista, caso um produto inadequado seja usado na pele sem a orientação de um médico, pode surgir reações alérgicas, acnes, manchas, entre outras manifestações. A médica explica que os cuidados com a pele são essenciais, mas sempre deve-se ter a orientação adequada do que usar.

“Já atendi pacientes que se automedicaram e não tiveram um resultado satisfatório. O mais comum é a reação alérgica”, disse a dermatologista, pois muitas vezes o paciente acaba comprando algum produto por indicação de influenciadoras das redes sociais, mas desconhece que qualquer componente da composição, possa dar uma reação.

Influência ao consumo

Procurar um médico dermatologista após sofrer a reação inesperada na pele é algo comum no consultório de Ana Cristina Camargo de Castro. Ela relata que muitos pacientes acabam comprando produtos indicados na internet e após terem intercorrências no uso, procuram um especialista.

“Infelizmente a gente vê no dia a dia no consultório muito problema por causa disso. As pessoas acabam vendo e pegando orientação de produtos potencialmente causadores de processos alérgicos e procurando nosso consultório com irritação e manchas na pele”, disse Ana Cristina à reportagem.

Por uma orientação inadequada nas redes sociais e influenciado a comprar, a pessoa acaba tendo que lidar com o inesperado. “Muitos desses produtos contém ácido e devem ser usado no momento adequado, com o uso do filtro solar de maneira correta. Somente um profissional pode avaliar qual tipo de tratamento a sua pele precisa”, pontuou a dermatologista.

Cuidados básicos em casa

Enquanto os moradores permanecem em quarentena, a orientação das dermatologistas é que quem quer cuidar da pele, pode adotar uma rotina simples, com produtos básicos e essenciais para a pele. Ana Cristina diz que é importante lavar o rosto com sabonete neutro e hidratar após o banho. E atenção para a temperatura da água.

“Deve-se evitar banhos muito quentes que desidratam a pele. Além disso, deve-se usar protetor solar diariamente e não dormir com a pele maquiada”, disse a médica.

Maria das Graças orienta que quando for usar produtos faciais em casa, deve-se optar pelos testados dermatologicamente e de preferência, sem perfumes. “Após a retirada de máscaras e outros EPIs, usar hidratante facial”, orienta a dermatologista.

Jornal Midiamax