Família venezuelana viajou mais de 11.000km com carro russo atrás de sonho

O mecânico Edgar Fernandez, a esposa e os 3 filhos pequenos pegaram a estrada para fugir da crise no país

Há poucos dias em Campo Grande, a família Fernandez já rodou grande parte do Brasil. O patriarca, o mecânico eletricista automotivo venezuelano Edgar Fernandez Noriega, de 33 anos, ao lado da esposa Adriana e dos 3 filhos, vieram para o Brasil à bordo de um carro russo, um Lada Laika SW 2104, datado de 1992.

A família decidiu mudar de país com a chegada da crise à . Vindos da cidade de Maracay, no estado de Aragua, chegaram ao Brasil em fevereiro de 2019 com apenas R$117 em mãos e moraram durante um ano em . Nos primeiros 14 dias viveram nas ruas e dormiam no carro, herdado do pai por Edgar. Com o tempo se estabilizaram na cidade mas o desemprego repentino fez com que o mecânico pensasse em outras oportunidades e sonhos, incentivado pela esposa.

Família venezuelana viajou mais de 11.000km com carro russo atrás de sonho
Modelo russo de 1992 traz sob o capô um motor 1.6 de 73 cv de potência e 12 kgfm de torque (Foto: Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Foi indicado para trabalhar em São Paulo durante 4 meses, e recentemente foi transferido para Campo Grande. Em viagem, foram mais de 11.000km rodados na América Latina, atravessando diversos estados do Brasil. Segundo ele, a fé e o povo brasileiro foram primordiais para que tudo desse certo.

“O povo brasileiro é muito acolhedor. Corremos atrás de um sonho e o encontramos aqui. Para mim não existe dinheiro no mundo que possa pagar o valor sentimental que esse carro tem para nós. É muito grande”, conta o mecânico em entrevista ao Jornal Midiamax.

Para o futuro, o mecânico automotivo busca construir a casa própria para a família e dar continuidade à educação dos filhos, Luis Adrian, Ariadny e Edgar de 12, 5 e 2 anos respectivamente. “Meu pai sempre me dizia que atrás de um homem bom tem uma mulher melhor ainda. Acho que agora meu tempo de cigano acabou. Se der certo o emprego aqui quero juntar pra comprar um terreno pra construir minha casa”, completou Edgar.

Modelo histórico

Lançado em 1970 na então União Soviética, hoje carro da marca russa já é considerado um modelo vintage e é comparado a clássicos da BMW ou Mercedes-Benz das antigas. O charme deste modelo russo que traz sob o capô um motor 1.6 de 73 cv de potência e 12 kgfm de torque é um dos pontos inegáveis.

Pelo mundo, acumulou fãs e vendeu mais de 16 milhões de unidades. No Brasil, onde chegou nos anos de 1990, foram cerca de 33 mil. Famoso durante o regime soviético, mesmo com a queda do comunismo em 1989, o Laika se manteve como o carro mais barato a venda na Rússia, afastando qualquer possibilidade de mudanças na aparência até o fim da produção em 2011.

Família venezuelana viajou mais de 11.000km com carro russo atrás de sonho
Mais notícias