Constelação Familiar ajuda douradenses a solucionar conflitos

O método criado pelo filósofo alemão Bert Hellinger é aplicado pelo terapeuta Denisval Andrade

Com o apoio do psicólogo Denisval Andrade e da médica Daliana Santos, do Instituto Vidhas Sistêmicas, de Campo Grande, um grupo de 50 douradenses participaram neste sábado (2)  de um workshop de Constelação Familiar. O método terapêutico criado pelo filósofo alemão Bert Hellinger ajuda na resolução de conflitos familiares.

Embora a técnica tenha sido “materializada” por um alemão, a gênese está na realidade observada a partir de experiências vivenciadas em comunidades das tribos zulus, na África do Sul e que foram aprimoradas por Hellinger e adaptadas à realidade ocidental.

Segundo o psicólogo Denisval, que trabalha com terapia há mais de 30 anos, esse método tem contribuído de forma eficaz para a melhoria do relacionamento familiar, que muitas vezes acaba comprometido por conta de legados ancestrais e que exercem   influência na vida das pessoas.

“Estudos revelam que o que somos hoje ou como vivemos e atuamos é consequência de programações anteriormente recebidas através principalmente das crenças”, afirma o hipnoterapeuta e facilitador em constelações.

Denisval explica que a Constelação Familiar é uma  forma de acessar o subconsciente de uma pessoa  onde estão concentradas as informações,  de todo um sistema familiar, muitas vezes emaranhado. Segundo ele esse conteúdo pode ser trazido à luz através da leis de Hellinger, também conhecidas como ordens do amor, que são: pertencimento, dar e receber/equilíbrio e hierarquia.

“Essas leis, quando violadas, podem gerar compensações, que podem ser doenças psicossomáticas, ansiedade,  depressão e os problemas financeiros”, afirma o diretor do Instituto Vidhas, ressaltando que essas heranças negativas podem ser solucionadas pelo olhar sistêmico das constelações.

Formação

As pessoas interessadas em dar início em uma caminhada mais aprofundada a respeito do assunto, poderão participar de uma formação que será oferecida em seis módulos. O primeiro já está programado para acontecer nos dias 24, 25 e 26 de abril em Dourados.

“Essa formação é voltada para os pais que desejam melhorar as relações com filhos, empresários e colaboradores, educadores, profissionais de saúde, justiça e outros interessados em conhecer a linguagem oculta do subconsciente e que comanda programas internos que as pessoas ainda não dominam. Com isso fica mais fácil aprender a reprogramar e seguir a vida com leveza e mais assertividade”, orienta o terapeuta.

Constelação Familiar ajuda douradenses a solucionar conflitos
Mais notícias