Como manter os adolescentes em casa sem ‘enlouquecer’ e aproveitar o tempo na quarentena

Psicóloga diz que esse momento é importante tentar passar mais tempo com os filhos, mas respeitando o seu espaço

Ficar em isolamento já é uma tarefa difícil para os adultos, imagine então como deve ser para os adolescentes que, com tanta energia, precisam permanecer dentro de casa, em isolamento. Neste momento, o bom convívio com a família é essencial e a quarentena exige muita criatividade por parte dos pais.

Cada vez mais conectados com as ferramentas virtuais, as crianças e adolescentes acabam recorrendo à internet para passar o tempo, mas psicóloga diz que esse pode ser um momento para passar mais tempo em família.

Josimara Alves é mãe de duas meninas, uma com 16 anos e outra com 11. Ambas em casa, devido a quarentena de prevenção contra o coronavírus, tem sido de aprendizado, afirma. “As meninas sempre foram tranquilas, mas está bem difícil não deixá-las entediadas. Como também estou em casa, a gente assiste um filme juntas, inventamos algo para fazer na cozinha e assim vai. O difícil é não deixar muito tempo no celular”, disse.

De acordo com a psicóloga Valéria Rezende, os pais devem ficar de olho nos filhos, aproveitar o tempo juntos, mas acima de tudo, respeitar o espaço do adolescente.

“Talvez esse seja o momento de se aproximar dos filhos. Buscar interesses comuns e tirar proveito disso. Assistir um filme juntos, séries, jogar jogos de tabuleiro que os interessam, mas certamente vão querer ficar mais na internet”, comentou com a reportagem, acrescentando que os pais respeitem o espaço dele e não fiquem o tempo todo chamando atenção.

Durante o isolamento os pais também devem ficar atentos ao comportamento dos adolescentes. “A gente já tem como característica, um pouco de isolamento. Mas é preciso observar como está o comportamento dele perante esse isolamento forçado”, disse, como observar se estão dormindo demais, está desinteressado com tudo, continua mantendo contato com os amigos pela internet e etc.

“Os pais devem observar se teve mudanças muito grande de comportamento. Por exemplo, aquele adolescente que antes do isolamento ele jogava muito videogame e agora parou? Ele está desinteressado pelas coisas? Também é importante lembrar se ele está se interessando por coisas diferentes e se está procurando os amigos, se ficou mais agressivo, isso tudo é importante observar”, pontua.

Como manter os adolescentes em casa sem 'enlouquecer' e aproveitar o tempo na quarentena
Mais notícias