Tag #MeuExAbusivo viraliza com depoimentos de relacionamentos tóxicos

Movimento de compartilhar experiências de abuso tomos as redes sociais na manhã desta terça-feira (30)

Internautas tomaram o Twitter na manhã desta terça-feira (30) para debater sobre um assunto de extrema importância quando se trata de interações humanas: relacionamentos tóxicos. A hashtag #MeuExAbusivo em poucos horas alcançou o topo dos Trending Topics, assuntos mais comentados da rede social, e já movimentam 32,5 mil tweets.

Estar em um relacionamento abusivo não quer dizer, necessariamente, apanhar do parceiro/parceira. Muitas vezes, a violência toma outras formas, como a violência psicológica, sexual e financeira. Esses pequenos sinais, que se não percebidos podem evoluir para algo mais grave, são muito mais sutis que a agressão física e, por isso, mais difíceis de identificar. Se você sabe se está em relacionamento tóxico, confira 6 sinais AQUI.

Segundo o psicólogo Rodrigo Batista Torraca, o real problema são os excessos. Manter um relacionamento saudável já é algo que gera desafios, uma relação tóxica pode te trazer muitas dores de cabeça e em caso mais graves, danos emocionais e até físicos.

“Uma relação tóxica contamina sua autoestima, sua felicidade e a maneira que você enxerga a si mesmo e ao mundo. No entanto, quem está dentro de um relacionamento assim, muitas vezes, não consegue se distanciar e perceber esses problemas e às vezes até percebe, mas acaba dando a velha desculpa de que ‘isso vai melhorar’”, afirma o psicólogo.

Confira alguns dos depoimentos da rede social:

https://twitter.com/areyoucherry/status/1156152393614204928?s=20

https://twitter.com/viviandivenus/status/1156044730444238850?s=20

O que fazer?

Há diversas saídas para aqueles que estão em um relacionamento abusivo. Se você se identificou com os sinais, procure ajuda! Seja de amigos, ou de um profissional. Em casos graves, a principal delas é a denuncia. Ligue para o 180, a Central de Atendimento à Mulher, que funciona todos os dias da semana, 24 horas por dia, ou procure uma Delegacia da Mulher. Em Campo Grande, a Deam fica localizada na R. Brasília, s/n – Jardim Ima e atende pelo telefone (67) 4042-1324 ou (67) 2020-1300.

Mais notícias