Homens mais velhos bancam 432 universitárias em MS, diz site de suggar daddies

No país, 155 mil estudantes afirmaram que recebem ou já receberam auxílio de um 'suggar daddy' para a educação

Uma pesquisa realizada pelo site ‘Universo Sugar’ apontou que 432 universitárias são bancadas por homens mais velhos em Mato Grosso do Sul. O número é pequeno se comparado com estados como Rio de Janeiro e São Paulo, onde 52 mil e 34 mil estudantes, respectivamente, são mantidas por ‘suggar daddies’.

O levantamento da plataforma mostrou que no país, são mais de 155 mil suggar babies – jovens que têm o estilo de vida patrocinado por homens mais velhos e bem-sucedidos (sugar daddy) – recebem ou já receberam auxílio financeiro para a educação. Esse número representa 23% dos cadastros ativos.

Para quem não sabe, o termo ‘suggar daddy’ é definido como um homem maduro, rico e bem-sucedido, normalmente entre 35 e 60 anos de idade. Se relacionam com mulheres jovens e atraentes e patrocinam um estilo de vida de luxo para elas.

Em relação aos cursos que mais têm sugar babies estudando, não há números regionais, apenas os nacionais que indicam área da saúde como a mais escolhida pelos acadêmicos bancados por sugar daddies.

Os estados abaixo foram os que apresentaram o maior número de pessoas que declaram ter recebido o patrocínio para estudos. Mato Grosso do Sul não aparece na lista. Confira:

  • São Paulo: 52.022
  • Rio de Janeiro: 34.852
  • Minas Gerais: 19.213
  • Paraná: 8.900
  • Rio Grande do Sul: 7.368
  • Santa Catarina: 6.822
  • Distrito Federal: 6.717
  • Bahia: 5.304
  • Mato Grosso: 4.108
  • Goiás: 4.079
  • Ceará: 4.013
  • Amazonas: 2.432