Gibiteca de Campo Grande cresce, vira Vanteca e tem padrinhos nos terminais

Projeto do psicólogo Ronilço Guerreiro leva leitura a diversos pontos da cidade com aura nostálgica

Um dos projetos de leitura que mais obtiveram sucesso em Campo Grande, e até ganhou destaque nacional, a Gibiteca vem crescendo com o decorrer dos anos. No último mês, a nova conquista do psicólogo e coach Ronilço Guerreiro, idealizador do projeto, foi aumentar os pontos de distribuição de livros com uma biblioteca móvel, a Vanteca.

O projeto também já tem, além da Gibiteca que é um prédio fixo com cerca de 25 mil exemplares, a Gibicicleta que é um triciclo adaptado com um baú recheado de gibis. Aos sábados o projeto Livros Carentes, no qual são entregues cerca de 200 livros no calçadão da Rua Barão do Rio Branco, e também as estantes dos terminais de ônibus, que hoje a própria população coloca livros.

Gibiteca de Campo Grande cresce, vira Vanteca e tem padrinhos nos terminais
Vanteca é o novo meio da Gibiteca chegar aos leitores de Campo Grande (Foto: Arquivo Pessoal)

“Queria uma Kombi e fiz uma vaquinha virtual, mas não consegui todo o recurso necessário para comprar a Kombiteca… então a cooperativa Sicredi, nos doou uma van que eles tinham… e aí surgiu a Vanteca. Com o dinheiro da vaquinha, consegui colocar as estantes e as lâmpadas de led na parte interna. Hoje estamos precisando de apoio para o diesel, pois não temos convênio para isso”, ressalta Ronilço.

Como a própria van diz na frase em destaque na pintura, o objetivo da nova parte do projeto é abrir os caminhos da cultura. O coach ressalta que no curto período que a Vanteca existe, escolas, empresas e até outros municípios próximos se interessaram em receber os gibis e livros gratuitos. Ronilço também leva a coleção para as ruas, praças e ao Parque das Nações Indígenas.

Costumo dizer que sou o resultado do não que disse a todos os nãos que recebi na minha caminhada. O não eu já tenho, vou em busca do sim. Agora preciso, além do diesel para locomoção, um toldo para receber as pessoas nos dias de sol”, relembra.

Gibiteca de Campo Grande cresce, vira Vanteca e tem padrinhos nos terminais
Estrutura dentro da Vanteca tem estantes e iluminação (Foto: Arquivo Pessoal)

Padrinhos da leitura

O projeto tem estantes espalhadas nos terminais de ônibus da cidade, e cada uma delas é apadrinhada por cerca de 20 voluntários que se disponibilizam a manter as prateleiras limpas e cheias de livros.

Uma das madrinhas é a estudante Sthefany Oliveira Velasques, madrinha após contatar o criador do projeto enquanto distribuía livros pelo centro de Campo Grande e demonstrar interesse em participar.

Gibiteca de Campo Grande cresce, vira Vanteca e tem padrinhos nos terminais
Sthefany Oliveira Velasques é estudante e aderiu ao projeto como madrinha no Terminal Guaicurus (Foto: Arquivo Pessoal)

“Então, sou uma das pessoas que cuidam e depositam livros na estante do Terminal Guaicurus. Madrinha foi o nome escolhido pelo Ronilço (riso). Desde criança fui incentivada pela minha mãe a ler e atualmente cursando pedagogia acredito e valorizo muito à leitura”, conta Sthefany.

Outro padrinho alcançou a marca de 1000 livros depositados em sua estante no Terminal Júlio de Castilho no último domingo (8). Valdemir Dias Martins sempre foi interessado pela leitura e batizou a biblioteca que cuida com o nome de seu bem mais precioso: sua filha Yasmin, de 11 anos, que quer ser professora.

Valdemir Dias Martins batizou a biblioteca que cuida com o nome da filha de 11 anos, Yasmin, que quer ser professora (Foto: Arquivo Pessoal)

“Nós chegamos no Terminal e a prateleira estava vazia. Limpamos ela e colocamos mais 246 livros nela e algumas revista que não cataloguei. Retiramos livros do lixo e doamos à comunidade e pra prateleira do Terminal. Já havíamos doado 200 Livros dia 3 de Novembro, quando e fomos convidados para ser padrinhos pelo Ronilço”, relembra Valdemir.

Serviço

Você pode saber mais sobre o projeto, sua origem e como participar AQUI. A Gibiteca fica localizada na R. Francisco Barbato, 180 e fica aberta de segunda à sexta em dois horários: no período da manhã, das 7h às 11h, e no período da tarde das 13h às 17h. Mais informações pelo telefone (67) 99996-5748 ou pelo site https://gibiteca.org.br

 

Mais notícias