De panos de pratos ao crochê ecológico, empresária campo-grandense venceu a ansiedade

Josineide Cruz da Silva faz diversas peças femininas com crochê sustentável como prioridade e criou canal no Youtube para compartilhar sua experiência

A ansiedade é considerada uma das doenças modernas que assola todas as idades, de crianças a adultos, no século XXI. Cada indivíduo encontra sua solução para superar esse mal. A microempresária Josineide Cruz da Silva usou de uma prática carregada de memória afetiva que vinha desde a infância, e ainda transformou o crochê em negócio. Tudo aliado à sustentabilidade.

Crochê corre no sangue da campo-grandense por gerações, e desde cedo já aprendeu a tradição das mulheres da família Cruz. Aos 8 anos já praticava o trançado que aprendeu mãe,que por sua vez aprendeu com a avó. Apesar disso, sempre preferiu o ponto cruz.

De panos de pratos ao crochê ecológico, empresária campo-grandense venceu a ansiedade
(Reprodução, Arquivo Pessoal)

Mãe de três, aos 24 anos Josineide decidiu empreender após o fim do salário maternidade do caçula. Antes, vendia chip de celular no centro da cidade para ajudar o esposo, carreteiro, com a renda da casa. Pela rotina não permitir ficar perto dos pequenos, decidiu virar empreendedora para criar os filhos.

“Confesso que não gostava muito, mas em 2012, quando decidi testar ser mãe empreendedora, o crochê era o mais acessível. Comecei vendendo panos de pratos com barrados. Quando formalizei a empresa, comecei a ver a magia que era essa técnica e o quanto poderia criar com um novelo de linha e uma agulha”, conta Josi ao Jornal Midiamax.

Mudando os Pontos

A artesã começou confeccionando Eco Pads, discos de crochê para remover a maquiagem. No fim de 2017, postou sua loja virtual na plataforma de vendas Elo7, de onde saíram ecopads para Nordeste, Sudeste e Sul do Brasil, virando o carro chefe do atêlie.

“Até então meu ateliê se chamava Cantinho da Josi. Mas, em abril deste ano, fiz uma mentoria com Barbara Mont’san, que me aconselhou a mudar de nome, focar nos ecopads para melhor crescimento da empresa, além de participar do Programa Mulheres de Negócios Sebrae. E assim nasceu o Eco Crochê por Josineide Silva, focando sempre em fios sustentáveis e, principalmente acessórios femininos”, afirma Josineide.

A empresária produz acessórios como xuxinhas de cabelo, brincos, bolsas em fio de malha, sacolas retornáveis, xales, coletes utilizando fios 100% algodão, no caso de esponjas e ecopads, ao natural, sem coloração ou com fios coloridos reciclados.

“No nicho sustentável, criei um absorvente de seios para lactantes. Ele é como se fosse um sanduíche de ecopad: um lado de tecido impermeável, para conter o vazamento de leite para a roupa, e outro de ecopad. Amo o que faço e até quando não estou trabalhando, estou crocheteando”, ressalta a artesã.

Cores na Ansiedade

Josineide ressalta que o crochê também foi fundamental como prática terapêutica para amenizar e até se curar do sofrimento. Em 2009, sofria com stress, que evoluiu para a ansiedade com fortes crises e pensamentos suicidas.

(Reprodução, Arquivo Pessoal)

“Se não fosse o crochê, talvez eu não estaria aqui. Só estava bem enquanto estava trabalhando. Hoje, já está bem controlada, graças a Deus. Não preciso nem tomar remédio”, revela.

A ansiedade atinge quase 10% dos brasileiros, causando um sentimento indefinido e desagradável de medo e apreensão devido a um perigo desconhecido, e muda a qualidade de vida. Quando é exagerada, torna-se um problema patológico que pode prejudicar bastante a qualidade de vida.

A empresária até criou um canal no Youtube para poder ensinar a técnica do crochê e também compartilhar o dia a dia como mãe empreendedora, além de lançar até o fim de dezembro um workshop online sobre a história do crochê, que no ano que vem se tornará presencial aqui em Campo Grande.

“Para me manter bem, preciso ter uma vida social harmonizada. E aí entra a minha participação nas feiras que estão crescendo aqui na cidade, como a Liga das Mulheres Empreendedoras e Feira Ipê Amarelo, por exemplo”, finaliza.

Você pode conferir o trabalho ecológico da artesã Josineide Silva através da página no Instagram @ecocrochedajosi ou pelo telefone (67) 9302-4661.

Mais notícias