Shopping cancela sessões de cinema drive-in após mudança no toque de recolher

Sessões inciais estavam programadas para essa semana mas foram adiadas sem previsão de novas datas

Devido ao novo horário do toque de recolher às 20h decretado nesta quarta-feira (8) pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, o e o Sesc MS informam que as sessões do Cine Sesc Drive-in foram canceladas. Segundo o shopping, os clientes que já fizeram a troca de ingressos solidários não serão prejudicados. Além disso, uma nova programação será divulgada em breve, com datas e horários de exibição, respeitando a decisão do poder público.

Com limite máximo de 55 carros por sessão, o espaço foi organizado de forma a garantir o distanciamento entre os veículos. Haveria colaboradores do Shopping disponíveis para orientar o público quanto a entrada e saída. Entretanto, as sessões estavam marcadas para início às 19h30 e com média de duração de 2 horas, o que impossibilitou a continuidade do projeto devido ao decreto.

Os sucessos “As melhores coisas do mundo”, “De pernas pro ar”, “Eu e meu guarda-chuva”, “Tropa de Elite 2″, “Até que a sorte nos separe” e “O Palhaço” eram alguns dos filmes esperados para esta semana e que foram adiados sem data de reestreia. Por meio de assessoria, o shopping e o Sesc Cultura justificam o cancelamento “por priorizarem a saúde e o bem-estar dos clientes, e esperam encontrar uma solução viável para todos”. 

Toque de recolher

Conforme o decreto número 14.376, publicado em edição extra do desta terça-feira (7), os serviços que continuam operando sem proibição são os de farmácias; serviços de saúde; posto de combustíveis; mercados; delivery; mobilidade urbana, como , 99Pop; coleta de resíduos; e ações de enfrentamento ao coronavírus.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) anunciou a medida para evitar o aumento considerável de casos de Covid-19 dos últimos dias, além da grande ocupação de leitos de (Unidade de Terapia Intensiva).

A restrição começa às 20 horas e segue até às 5h do dia seguinte, válido até 19 de julho. Os estabelecimentos proibidos de funcionar, como bares, restaurantes, podem ser multados administrativamente e penalmente, além de responder por crime contra saúde pública.

Shopping cancela sessões de cinema drive-in após mudança no toque de recolher
Mais notícias