MIS exibe longa “Tartarugas Podem Voar” sobre crianças em meio a guerra no Iraque

Filme será exibido na próxima segunda-feira (10) com entrada gratuita

Em meio a cicatrizes no corpo e na alma, crianças curdas unem esperança e criatividade para sobreviver ao caos. “Tartarugas Podem Voar”, atração do projeto CineMIS Cine Café, é um retrato de sensibilidade e realidade que será exibido no dia 10 de fevereiro, às 19 horas, no Museu da Imagem e do Som da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A entrada é franca.

Escrito e dirigido pelo cineasta iraniano de origem curda Bahman Ghobadi, “Tartarugas Podem Voar” foi lançado em 2004 e é considerado o primeiro filme iraquiano após a invasão americana, ocorrida um ano antes. E retrata exatamente esta época. Às vésperas do ataque, crianças curdas em campo de refugiados têm raros momentos de alegria em meio à escassez, aos traumas e à realidade das minas terrestres que matam ou aleijam.

Em meio à procura, desmonte e a venda de sucatas de equipamentos de guerra, o jovem Satellite (Soran Ebrahim), de treze anos, busca uma antena parabólica para o vilarejo, localizado entre o Iraque e a Turquia, um item que naquele momento histórico possui tanta importância quanto alimentos: garante acesso à informação em meio ao controle da mídia exercido pelo poder central, que há décadas os oprime.

A exibição será realizada por Kezia Miranda, do Cineclube Cine Café, criado em agosto de 2016 a partir de uma conversa no Facebook. O bate papo rendeu um projeto nascido a partir de duas paixões dos membros: café e cinema.

Serviço

O filme tem a duração de 98 minutos e a classificação é 14 anos. A exibição acontece na segunda-feira (10), às 19 horas, com entrada franca. O MIS fica no Memorial da Cultura e da Cidadania, na avenida Fernando Correa da Costa, 559 Centro, no terceiro andar. Telefone: (67) 3316-9178.

Mais notícias