Publicidade

Oscar 2019: Pantera Negra, Lady Gaga e surpresas na noite mais esperada do cinema

Premiação que aconteceu na noite do último domingo (24) elegeu os melhores da Academia

O Oscar 2019 terminou no último domingo (24) com o filme biográfico sobre Freddie Mercury liderando a premiação com 4 estatuetas: melhor ator (Rami Malek, desbacando o outro favorito Bradley Cooper e confirmando o favoritismo da vitória no Globo de Ouro), montagem, edição de som e mixagem de som. Logo atrás vêm Pantera Negra, Green Book – O Guia e Roma. A premiação teve início com show da banda Queen.

Rami Malek recebeu o prêmio de melhor ator e reiterou a importância de um personagem como Freddie Mercury na história da música e da humanidade, como homem abertamente gay e imigrante. O ator de 37 anos teve sua primeira indicação e saiu vitorioso contra veteranos no Oscar.

Já Pantera Negra não desapontou o favoritismo que tinha desde o Globo de Ouro. O filme levou os prêmios de melhor trilha sonora, design de produção e figurino, com destaque para Ruth E. Carter e a criação de mais de 200 figurinos fictícios baseados em vários estilos de cultura africana para a produção dos moradores de Wakanda.

O prêmio a faz ser tornar a primeira mulher negra a vencer na história da categoria. “A Marvel criou o primeiro super-herói negro. Mas graças ao figurino, a gente transformou ele num rei africano”, celebrou. Hannah Beachler, com o prêmio de melhor designe de produção também quebrou barreiras sendo também a primeira mulher negra indicada ao Oscar e premiada.

Já no prêmio de melhor música original, “Shallow” de Lady Gaga em “Nasce Uma Estrela” faturou a estatueta confirmando o favoritismo dos fãs da cantora. Ela e Bradley Cooper performaram a música no palco do Oscar 2019 antes do anuncio da vitória.

Algumas vitórias fizeram com que os espectadores ficassem um pouco surpresos, como é o caso do prêmio de Melhor Atriz, que fugiu das mãos de Glenn Close (A Esposa) pela 7ª vez, se tornando a atriz mais indicada ao prêmio sem sucesso, e foi recebido pela atriz e humorista Olivia Colman (A Favorita), assim como no Globo de Ouro e no Bafta.

Outra “zebra” da noite foi o mais esperado na noite, o Oscar de Melhor Filme, que não foi levada pelo grande favorito, o filme da Netflix “Roma”, mas sim pelo filme “Green Book – O Guia”, dirigido por Peter Farrelly.

Veja a lista completa de vencedores do Oscar 2019:

Melhor filme

Bohemian Rhapsody
A Favorita
Green Book: O Guia
Infiltrado na Klan
Nasce uma Estrela
Pantera Negra
Roma
Vice

Melhor direção

Adam McKay (Vice)
Alfonso Cuarón (Roma)
Pawel Pawlikowski (Guerra Fria)
Spike Lee (Infiltrado na Klan)
Yorgos Lanthimos (A Favorita)

Melhor atriz

Glenn Close (A Esposa)
Lady Gaga (Nasce uma Estrela)
Melissa McCarthy (Poderia Me Perdoar?)
Olivia Colman (A Favorita)
Yalitza Aparicio (Roma)

Melhor ator

Bradley Cooper (Nasce uma Estrela)
Christian Bale (Vice)
Rami Malek (Bohemian Rhapsody)
Viggo Mortensen (Green Book: O Guia)
Willem Dafoe (No Portal da Eternidade)

Melhor atriz coadjuvante

Amy Adams (Vice)
Emma Stone (A Favorita)
Marina de Tavira (Roma)
Rachel Weisz (A Favorita)
Regina King (Se a Rua Beale Falasse)

Melhor ator coadjuvante

Adam Driver (Infiltrado na Klan)
Mahershala Ali (Green Book: O Guia)
Richard. E Grant (Poderia Me Perdoar?)
Sam Elliott (Nasce uma Estrela)
Sam Rockwell (Vice)

Melhor roteiro original

A Favorita (Deborah Davis e Tony McNamara)
First Reformed (Paul Schrader)
Green Book: O Guia (Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie e Peter Farrelly)
Roma (Alfonso Cuarón)
Vice (Adam McKay)

Melhor roteiro adaptado

A Balada de Buster Scruggs (Joel e Ethan Coen)
Infiltrado na Klan (Charlie Wachtel, David Rabinowitz, Kevin Willmott e Spike Lee)
Nasce uma Estrela (Eric Roth, Bradley Cooper e Will Fetters)
Poderia Me Perdoar? (Nicole Holofcener e Jeff Whitty)
Se a Rua Beale Falasse (Barry Jenkins)

Melhor filme estrangeiro

Assunto de Família (Japão)
Cafarnaum (Líbano)
Guerra Fria (Polônia)
Nunca Deixe de Lembrar (Alemanha)
Roma (México)

Melhor animação

llha dos Cachorros
Os Incríveis 2
Mirai (Japão)
Homem-Aranha no Aranhaverso
WiFi Ralph: Quebrando a Internet

Melhor documentário

Free Solo
Hale County This Morning, This Evening
Minding the Gap
Of Fathers and Sons (Alemanha, Catar, EUA, Holanda, Líbano, Síria)
RBG

Melhor montagem

Bohemian Rhapsody (John Ottman)
A Favorita (Yorgos Mavropsaridis)
Green Book: O Guia (Patrick J. Don Vito)
Infiltrado na Klan (Barry Alexander Brown)
Vice (Hank Corwin)

Melhor fotografia

A Favorita (Robbie Ryan)
Guerra Fria (Łukasz Żal)
Nasce uma Estrela (Matthew Libatique)
Never Look Away (Caleb Deschanel)
Roma (Alfonso Cuarón)

Melhor figurino

A Balada de Buster Scruggs (Mary Zophres)
Duas Rainhas (Alexandra Byrne)
A Favorita (Sandy Powell)
Pantera Negra (Ruth E. Carter)
O Retorno de Mary Poppins (Sandy Powell)

Melhores efeitos visuais

Vingadores: Guerra Infinita (Dan DeLeeuw, Kelly Port, Russell Earl e Dan Sudick)
Jogador Número 1 (Roger Guyett, Grady Cofer, Matthew E. Butler e David Shirk)
Christopher Robin (Christopher Lawrence, Michael Eames, Theo Jones e Chris Corbould)
O Primeiro Homem (Paul Lambert, Ian Hunter, Tristan Myles e J.D. Schwalm)
Solo: Uma História Star Wars (Rob Bredow, Patrick Tubach, Neal Scanlan e Dominic Tuohy)

Melhor design de produção

A Favorita (design: Fiona Crombie; decoração: Alice Felton)
Pantera Negra (design: Hannah Beachler; decoração: Jay Hart)
O Primeiro Homem (design: Nathan Crowley; decoração: Kathy Lucas)
O Retorno de Mary Poppins (design: John Myhre; decoração: Gordon Sim)
Roma (design: Eugenio Caballero; decoração: Bárbara Enríquez)

Melhor maquiagem e penteado

Border (Göran Lundström e Pamela Goldammer)
Duas Rainhas (Jenny Shircore, Marc Pilcher e Jessica Brooks)
Vice (Greg Cannom, Kate Biscoe e Patricia DeHaney)

Melhor trilha sonora

Pantera Negra (Ludwig Goransson)
Infiltrado na Klan (Terence Blanchard)
Se a Rua Beale Falasse (Nicholas Britell)
Ilha dos Cachorros (Alexandre Desplat)
O Retorno de Mary Poppins (Marc Shaiman)

Melhor canção

All the Stars (Pantera Negra) – Música de Mark Spears, Kendrick Lamar Duckworth e Anthony Tiffith; letra de Kendrick Lamar Duckworth, Anthony Tiffith e Solána Rowe
I’ll Fight (RBG) – Música e letra de Diane Warren
The Place Where Lost Things Go (O Retorno de Mary Poppins) – Música de Marc Shaiman; letra de Marc Shaiman e Scott Wittman
Shallow (Nasce uma Estrela) – Música e letra de Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt
When a Cowboy Trades His Spurs for Wings (A Balada de Buster Scruggs) – Música e letra de David Rawlings e Gillian Welch

Melhor edição de som

Bohemian Rhapsody (John Warhurst e Nina Hartstone)
Um Lugar Silencioso (Ethan Van der Ryn e Erik Aadahl)
Pantera Negra (Benjamin A. Burtt e Steve Boeddeker)
O Primeiro Homem (Ai-Ling Lee e Mildred Iatrou Morgan)
Roma (Sergio Díaz e Skip Lievsay)

Melhor mixagem de som

Bohemian Rhapsody (Paul Massey, Tim Cavagin e John Casali)
Nasce uma Estrela (Tom Ozanich, Dean Zupancic, Jason Ruder e Steve Morrow)
Pantera Negra (Steve Boeddeker, Brandon Proctor e Peter Devlin)
O Primeiro Homem (Jon Taylor, Frank A. Montaño, Ai-Ling Lee e Mary H. Ellis)
Roma (Skip Lievsay, Craig Henighan e José Antonio García)

Melhor curta-metragem

Detainment
Fauve
Marguerite
Mother
Skin

Melhor curta de animação

Animal Behaviour (Canadá)
Bao
Fim de Tarde (Irlanda)
Um Pequeno Passo (EUA/China)
Weekends

Melhor curta de documentário

Absorvendo o Tabu (Period. End of Sentence.)
Black Sheep (Reino Unido)
End Game
Lifeboat
A Night at The Garden

Mais notícias