Com premiado “Bacurau”, 15º Festival América do Sul Pantanal terá programação com entrada franca

Confira a lista de filmes para todas idades e gostos que serão exibidos durante o Festival em Corumbá entre os dias 14 e 17 de novembro

A 15ª edição do Festival América do Sul Pantanal, que se inicia na próxima terça-feira (12), terá uma ampla programação de cinema gratuito para todos os públicos e idades. A produção e a curadoria são de Lidiane Lima, do Núcleo de Audiovisual da Fundação de Cultura de MS. O destaque principal fica com o filme que conquistou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 2019, o brasileiro “Bacurau”.

Além de ter sido premiado em diversos festivais de cinema, o filme, que discorre sobre acontecimentos estranhos que acontecem num pequeno povoado no sertão brasileiro, foi selecionado para as principais mostras em festivais não competitivos prestigiados mundialmente. A exibição será no Auditório da UFMS – Unidade III, Porto Geral – Corumbá, no dia 16, às 14h30.

O Circuito de Cinema também contempla produções Sul-Americanas como o drama uruguaio e argentino “Uma Noite de 12 anos”, de Alvaro Brechner; o paraguaio “As Herdeiras”, com direção de Marcelo Martiness, e documentário chileno “O verde está do outro lado”, de Daniel A. Rubio.

O cinema brasileiro regional também terá sua vez com “Planuras”, documentário dirigido por Maurício Copetti; “Águas que educam”, de Gilberto Luiz Alves e Candido Alberto da Fonseca; “Peoa” de Débora Alves; “Sobá, trilhos e silêncios”, dirigido por Mhiguel Horta; “T’amo na Rodoviária”, de Givago Oliveira e “Urucum: o passado permanece vivo”, com direção de Ana Martins.

Para o público infantil haverá exibição da animação “Turma da Mônica – Laços”, de Manuel Rezende e Maurício de Souza; “O Segredo dos Diamantes”, aventura dirigida por Helvécio Ratton, e “Benzinho”, produção brasileira e uruguaia dirigida por Gustavo Pizzi.

Confira a programação completa e os trailers dos filmes abaixo:

Terça-feira, 12 de novembro

9h e 15h – Turma da Mônica – Laços

(Brasil, Aventura, 2019 – 1h36min)
Local: Praça CEU Heloisa Urt. Rua Mal. Deodoro, nº 2185
Classificação: 6 anos
Sinopse: Floquinho, o cachorro do Cebolinha (Kevin Vechiatto), desapareceu. O menino desenvolve então um plano infalível para resgatar o cãozinho, mas para isso vai precisar da ajuda de seus fiéis amigos Mônica (Giulia Benite), Magali (Laura Rauseo) e Cascão (Gabriel Moreira). Juntos, eles irão enfrentar grandes desafios e viver grandes aventuras para levar o cão de volta para casa.

19h – Benzinho

(Brasil e Uruguai, Drama, 2019 – 1h38min)
Local: Praça CEU Heloisa Urt. Rua Mal. Deodoro, nº 2185
Classificação: 12 anos
Sinopse: O primogênito de uma família de classe média é convidado para jogar handebol na Alemanha e lança sua mãe (Karine Teles) em uma espiral de sentimentos pois, além de ajudar a problemática irmã (Adriana Esteves), lidar com as instabilidades do marido (Otávio Müller) e se desdobrar para dar atenção aos seus outros filhos, ela terá de enfrentar sua partida antes de estar preparada para tal.

Quarta-feira, 13 de novembro

9h e 15h – Turma da Mônica – Laços

(Brasil, Aventura, 2019 – 1h36min)
Local: Praça CEU Heloisa Urt. Rua Mal. Deodoro, nº 2185

19h – Benzinho

(Brasil e Uruguai, Drama, 2019 – 1h38min)
Local: Praça CEU Heloisa Urt. Rua Mal. Deodoro, nº 2185

Quinta-feira, 14 de novembro

8h – Águas que educam

(MS, Documentário, 2019 – 20min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: Uma viagem pelas águas do Pantanal e suas histórias através das pinturas Sul-mato-grossenses
Direção: Gilberto Luiz Alves e Candido Alberto da Fonseca

8h20 – Peoa

(MS, Documentário, 2019 – 43min45seg)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: O documentário Peoa apresenta o trabalho das Comitivas Pantaneiras a partir da história real da peoa de boiadeiro Mirele Geller que aos quatro anos foi abandonada pela mãe, passou a viajar na comitiva com o pai e aos 12 anos largou os estudos para seguir a profissão dominada pelos homens. O filme acontece no Pantanal de Mato Grosso do Sul (Brasil) e expressa à atividade dos peões que enfrentam períodos de cheias e estiagem em pleno Patrimônio Natural da Humanidade. Trabalho rústico e ao mesmo tempo fundamental para a economia do Estado.
Roteiro e Direção: Débora Alves

9h15 – O Segredo dos Diamantes

(Brasil, Aventura, 2014 – 1h26min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 10 anos
Sinopse: Ângelo (Matheus Abreu) chega à casa da avó (Manoelita Lustosa), no interior de Minas Gerais, após passar por um imprevisto com os pais. A grande notícia das redondezas é a descoberta de um pequeno baú cheio de moedas e um manuscrito com um enigma, supostamente deixado por um padre que, 200 anos antes, teria escondido um punhado de diamantes. Decidido a encontrá-los para pagar a cara cirurgia que seu pai precisa fazer, Ângelo conta com a ajuda de seus amigos, Julia (Rachel Pimentel) e Carlinhos (Alberto Gouvêa).
Direção: Helvécio Ratton

13h30 – Sobá, Trilhos e Silêncio

(MS, Drama, 2016 – 1h10min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 12 anos
Sinopse: “Sobá, Trilhos e Silêncio” conta a história de Elisa (Tatiany Furuse), uma jovem cineasta nipo-brasileira criada em São Paulo por mãe solteira e sem nenhum contato com a família da mãe. Após receber um telefonema do primo Oshiro (Chao Chen), ela viaja até a Capital sul-mato-grossense para resgatar suas origens e acaba por desvendar um segredo na vida de sua mãe.
Direção: Mhiguel Horta

15h – Turma da Mônica – Laços

(Brasil, Aventura, 2019 – 1h36min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral

16h40 – A parte do mundo que me pertence

(Brasil, Documentário, 2019 – 1h24min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 14 anos
Sinopse: Documentário sobre sonhos e desejos de pessoas comuns. A vida cotidiana de diferentes personagens anônimos, que constroem suas histórias distantes dos tradicionais cartões-postais de uma cidade. Um filme sobre os combustíveis que nos movem diariamente: felicidade, reconhecimento, estabilidade financeira, casamento, distração, saúde, diversão, alguns quilos a menos, gozo, tranqüilidade, superação, sucesso ou – até mesmo – uma simples e humilde pipa. Gente comum em busca de seus pequenos desejos cotidianos. Uma obra sobre esferas privadas mínimas, que revela que parte da grandeza do ser humano reside nas sutilezas de seus pequenos gestos. Um olhar íntimo e comprometido com o que somos, de sol a sol, por trás das paredes e telhados de uma cidade.
Direção: Marcos Pimentel

Sexta-feira, 15 de novembro

14h – Planuras

(MS, Documentário, 2014 – 49min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Sinopse: A partir da resignificação mítica, imaginária, histórica e do testemunho de seus residentes, o filmensaio PLANURAS revela uma paisagem que “delira” com seu ciclo de inundações extremas. Tal fenômeno determina uma cultura singular de resistência e constante adaptação para o homem que ali vive desde os tempos mais remotos. O cenário é a vastidão da maior planície inundável da Terra, o Pantanal.
Direção: Maurício Copetti

15h – Uma Noite de 12 anos

(Uruguai e Argentina, Drama, 2018 – 2h02min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 14 anos
Sinopse: 1973, Uruguai. José Mujica (Antonio de la Torre), Mauricio Rosencof (Chino Darín) e Eleuterio Fernández Huidobro (Alfonso Tort) são militantes dos Tupamaros, grupo que luta contra a ditadura militar local. Eles são presos em ações distintas e encarcerados junto a outros nove companheiros, de forma que não possam sequer falar um com o outro. Ao longo dos anos, o trio busca meios de sobreviver não só à tortura, mas também ao encarceramento que fez com que ficassem completamente alheios à sociedade, sem a menor ideia se um dia seriam soltos.
Direção e Roteiro: Alvaro Brechner

17h – O Beijo no Asfalto

(Brasil, Drama, 2018 – 1h38min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 14 anos
Sinopse: Baseado na peça homônima escrita por Nelson Rodrigues. Ao presenciar um atropelamento, Arandir, um bancário recém-casado, tenta socorrer a vítima, mas o homem, quase morto, só tem tempo de realizar um último pedido: um beijo. Arandir beija o homem, mas seu ato é flagrado por seu sogro Aprígio e fotografado por Amado Ribeiro, um repórter policial sensacionalista.
Direção: Murilo Benício

18h40 – T’amo na Rodoviária

(MS, Documentário, 2018 – 1h23min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 14 anos
Sinopse: T`amo na rodoviária é um documentário de processo e poético que retrata o Centro Comercial Condomínio Terminal do Oeste – Antiga Rodoviária de Campo Grande e seus condôminos, os que ali resistem, personagens que ali transitaram, e os que ali transformaram o espaço no que é hoje e o retrato do abandono pelas autoridades e pelo público.
Direção e Roteiro: Givago Oliveira

Sábado, 16 de novembro

14h – No rastro da Poesia, no Caminho de Cora

(Brasil, Documentário, 2018 – 58min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: No caminho de Cora Coralina, a vida é um pouco poesia. Basta permitir o olhar. Basta querer enxergar. Basta não ter pressa e ter calma. “No Rastro da Poesia” convida você a percorrer esse caminho de vida interiorana e poesia, muito poesia.
Reportagem: Maranhão Viegas // Imagens: Sigmar Gonçalves // Apoio às Imagens: André Rodrigo Pacheco e Rogerio Verçoza // Produção: Mariana Fabre // Edição de Texto: Suzana Guimarães // Edição de Imagens e Finalização: Henrique Corrêa // Artes: Julia Costa

14h30 – Bacurau

(Brasil, Drama, 2019 – 2h10min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 16 anos
Sinopse: Pouco após a morte de dona Carmelita, aos 94 anos, os moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, chamado Bacurau, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade pela primeira vez. Quando carros se tornam vítimas de tiros e cadáveres começam a aparecer, Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.
Direção: Kleber Mendonça Filho, Juliano Dornelles

17h – As Herdeiras

(Paraguai, Drama, 2018 – 1h38min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 12 anos
Sinopse: Chela (Ana Brun) e Chiquita (Margarita Irún), herdeiras de famílias abastadas do Paraguai, vivem da venda de seus bens. Quando Chiquita acaba presa por dívidas jamais acertadas, a até então submissa e reclusa Chela precisa se virar e começa por acaso a prestar serviço para um grupo de senhoras ricas como motorista. Logo a nova realidade, e especialmente a exuberante Angy (Ana Ivanova), a quem conhece durante o trabalho, afetam os interesses, prioridades e atitudes da taxista amadora.
Direção e Roteiro: Marcelo Martinessi

Domingo, 17 de novembro

10h – (Polônia, Documentário, 2017 – 92 min)

Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: Maximiliano Kolbe é provavelmente uma das figuras mais conhecidas e internacionais da Polônia. Uma produção emocionante do documentário DUAS COROAS conta a história heroica do mártir da caridade – São Maximiliano Maria Kolbe, que deu a sua vida por um pai de família no campo nazista de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial DUAS COROAS combina a recriação de fatos até então desconhecidos com as declarações de especialistas e pessoas que o conheciam e ficaram chocados com suas palavras e ações. A parte documental foi preparada na Polônia, Japão e Itália e entre outros, Kazimierz Piechowski participa, a quem ele conheceu no campo de concentração.
Diretor: Michał Kondrat

14h – Urucum: o passado permanece vivo

(MS, Documentário, 2009 – 14min47seg)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: “Urucum, o passado permanece vivo” é um documentário que revela uma parte pouco conhecida da história de Corumbá. Por meio de um passeio entre as ruínas históricas remanescentes de uma antiga fazenda no Maciço do Urucum, o telespectador é convidado a viajar no tempo e reviver os tempos de punjança econômica dessa região no começo do século XX.
Direção, Roteiro e edição: Ara Martins

15h – Canastra Suja

(Brasil, Drama, 2018 – 2h)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 16 anos
Sinopse: Batista (Marco Ricca) e Maria (Adriana Esteves) formam um casal que, aparentemente, é muito feliz em seu casamento. No entanto, a verdade é que as aparências enganam e muito; no fundo, Batista, um alcóolatra inveterado e Maria, que tem um caso com o namorado de sua filha mais velha, Emília (Bianca Bin), representam uma família que está à beira da ruína.
Direção: Caio Sóh

17h – O verde está do outro lado

(Chile, Documentário, 2019 – 1h11min)
Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: 10 anos
Sinopse: Desde 1980, a gestão da água foi privatizada em todo o Chile, levando pequenos agricultores à ruína e debilitando milhares de famílias. O congresso chileno concorda com a necessidade de mudar as leis, mas encontra dificuldade para combater a grande influência de grandes empresas da agricultura e mineração. Um retrato sobre a realidade e consequências do modelo econômico implantado há quase 40 anos.
Direção: Daniel A. Rubio

​18h30 – Exibição dos curtas metragens produzidos na Oficina de Cinema

Local: Centro de Convenções do Pantanal – Porto Geral
Classificação: Livre
Sinopse: Entre 11 e 17 de novembro, a cineasta Marinete Pinheiro e o produtor audiovisual Leandro Benites ministraram a Oficina de Cinema para os moradores de Ladário/MS. Nessa sessão, o público poderá assistir os curtas metragens produzidos durante a oficina e um pouco das diversas histórias locais contadas em imagem e som através do olhar dos participantes.

Mais notícias