Publicidade

Após polêmica, Oscar 2019 não terá apresentador

Será a primeira vez em 30 anos que a premiação acontecerá desta maneira

A Academia de Artes e Ciências, responsável pela maior premiação do mundo do cinema, anunciou nesta quarta-feira (5) que o Oscar, a noite mais aguardada em Hollywood, não terá apresentador em 2019, fato que acontece pela primeira vez em três décadas.

“Podemos confirmar que não haverá apresentador”, disse, sem dar maiores detalhes, um porta-voz da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

A Academia ficou sem um mestre de cerimônias para o Oscar depois que o comediante Kevin Hart desistiu do show em dezembro, devido a uma onda de críticas nas mídias sociais gerada pela divulgação de uma série de tuítes homofóbicos que ele publicou anos atrás.

Entre alguns dos posts do comediante na rede social estão: “Sua pergunta deveria ser: homens gays suam quando usam vestidos, porque homens de verdade não usam. PS: bicha”. “Hey, se meu filho chegasse em casa e tentasse brincar com a casa de bonecas da minha filha, eu ia quebrar a cara dele e dizer: ‘para com essa bichice”. “Por que a foto de perfil @damienDW parece um outdoor da AIDS? Boom, estou fogo hoje”.

Os organizadores do Oscar 2019 tentaram encontrar um substituto, mas acabaram decidiram realizá-la sem apresentador. Especialistas na indústria disseram que os produtores da 91ª Cerimônia de Entrega dos Prêmios da Academia, em 24 de fevereiro, planejam experimentar um novo formato, com uma seleção de celebridades apresentando vários segmentos do show.

Mais notícias