Um dos cinemas mais antigos de MS, fechado desde 2011, vai a leilão em Corumbá

O prédio era famoso nos anos de 1960 e passou por reforma em 1999 mas fechou por falta de público

Um dos marcos históricos de Corumbá, o Edifício Farjalla Anache, que abrigava o tradicional Cine Anache, ira a leilão. A decisão foi anunciada no Diário da Justiça de terça-feira (12). O prédio, inaugurado em 1960 com o filme “A Pantera Cor de Rosa”, já foi um dos mais populares da cidade por ter inovações para a época, como ar-condicionado e som estéreo.

O prédio de 12 andares, que é datado de 1959, faz parte do patrimônio histórico de Corumbá, mas foi interditado em 2011, pela Justiça por lides judiciais. O imóvel está abandonado e representa riscos à sociedade corumbaense e desde então, está com as portas fechadas. A medida foi tomada após análise de laudos do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Crea (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), que fizeram parte do processo.

O Edital de Designação de Leilão para Arrematação de apartamentos do Edifício Farjalla Anache foi designado pelo juiz titular da 1ª Vara Cível da comarca, Maurício Cleber Miglioranzi Santos, e está marcado para ocorrer na tarde do dia 29 deste mês.

Todos os interessados em adquirir o edifício leiloado deverão encaminhar suas propostas diretamente no e-mail da 1ª Vara Cível, cujo endereço eletrônico é cor-1vciv@tjms.jus.br. As propostas deverão ser enviadas apenas no intervalo entre as 16 e 17 horas do dia 29 de maio, não sendo recebidas aquelas fora deste horário. Os lances deverão ter valor mínimo de R$ 494.628,20.

Serão selecionadas as três maiores propostas, sendo seus ofertantes contatados acerca do início da segunda etapa do pregão, a qual ocorrerá em continuidade, ocasião em que serão aclaradas as propostas e oportunizados os lances. Esta fase se dará de maneira virtual por meio de acesso a aplicativo previamente informado aos interessados pela empresa escolhida para gerenciar a alienação judicial do imóvel.

Um dos cinemas mais antigos de MS, fechado desde 2011, vai a leilão em Corumbá
Mais notícias