Presépio Natalino: como e quando montar, significados e dicas para a decoração

Há um mês do Natal, já é hora de preparar a decoração tradicional da casa

O nascimento do menino Jesus é a data escolhida pela Igreja para celebrar o 25 de dezembro, mas todo mundo a conhece como Natal. E nada mais típico nessa época do que a montagem de um presépio. Inclusive, a montagem do presépio é tão importante quanto o próprio presépio em si. Isso porque cada etapa da montagem representa uma cena que narra o nascimento do Cristo.

O presépio possui inúmeras representações e simbologias. Quer conhecer melhor cada uma delas e ainda aprender como montar um presépio como manda a tradição? Confira algumas dicas e curiosidades abaixo:

História

Presépio natalino: como e quando montar, significados e dicas

Para entender o que é o presépio e sua importância dentro da tradição cristã é importante voltar um pouco no tempo e compreender como e porque ele foi criado.

O primeiro presépio da história foi montado por São Francisco de Assis, lá pelo ano de 1223. O local escolhido para essa encenação foi a cidade de Greccio, na Itália. Dizem que o local foi escolhido por possuir uma gruta muito semelhante aquela lá de Belém.

Na ocasião da noite do Natal, o presépio foi montado com pessoas e animais reais, só que sem nenhum tipo de representação teatral, uma vez que a Igreja não permitia esse tipo de encenação. A representação do nascimento de Cristo foi acompanhada por uma missa realizada por diáconos, entre eles, São Francisco de Assis, que se encarregou dos cânticos evangélicos.

No Brasil, a tradição de montar presépios chegou junto com as caravelas portuguesas, em meados de 1552. O padre José de Anchieta foi quem trouxe a representação cristã para cá apresentando-a para os índios. De lá para cá, o presépio ganhou novos formatos, tamanhos e modelos, mas não deixou de expressar o seu principal significado: a mensagem de humildade e simplicidade trazida pelo nascimento do menino Jesus.

Ali, na manjedoura e ao lado dos animais, o pequeno mensageiro anunciava a chegada de um tempo onde Deus se tornava mais humano e os humanos se tornavam mais divinos.

Significado de cada figura do presépio

Menino Jesus: A peça central do presépio, sem ele não haveria Natal. O menino Jesus representa a divindade encarnada e a anunciação de um novo tempo.

Maria: A mãe de Jesus, a principal figura feminina da cristandade. Maria é a representação da força e, ao mesmo tempo, da mulher fiel e leal aos preceitos divinos.

José: O pai terreno de Jesus. O homem que permaneceu ao lado de Maria, cumprindo com seu trabalho de pai oferecendo a educação e o sustento da família.

Manjedoura: Símbolo da humildade do Cristo. Local onde o menino Jesus foi colocado depois do nascimento.

Três Reis Magos: Representados por Belchior, Gaspar e Baltazar. Foram eles que presentearam o menino Jesus com incenso, ouro e mirra, simbolizando, respectivamente, a divindade, a realeza e o sofrimento do Cristo.

Pastores: Os pastores locais foram os primeiros a saber do nascimento de Jesus e chegaram até a manjedoura prestando as primeiras homenagens.

Animais: Os animais representam a natureza e a pureza. Eles estavam ali para aquecer e proteger o menino Jesus.

Estrela: A estrela conduziu os três Reis Magos até o local de nascimento do menino Jesus e não poderia deixar de ser lembrada no presépio.

Anjos: Os anjos são a representação da mensagem divina que chega ao mundo por meio do nascimento do menino Jesus.

Quando montar o presépio?

Presépio natalino: como e quando montar, significados e dicas

Tradicionalmente, o presépio deve começar a ser montado no primeiro domingo do Advento, ou seja, quatro semanas antes do Natal, entre a última semana de novembro e a primeira semana de dezembro.

A palavra advento vem do latim e dentro da tradição cristã significa vinda ou chegada. Resumindo, o advento seria o tempo de preparação para a chegada do Natal.

Contudo, o presépio não deve ser montado de uma única vez. A tradição católica diz que as figuras devem aparecer aos poucos na medida em que se aproxima o dia 25 de dezembro. Confira a seguir o passo a passo correto para a montagem do presépio.

Onde montar o presépio?

O presépio geralmente é montado nos pés da árvore de natal, mas isso não é uma regra. O mais importante é que ele esteja em um local de visibilidade e que possa ser contemplado por todos os ângulos do ambiente.

O presépio pode ser montado no chão, mas cuidado para quem tem pets e crianças pequenas em casa serão necessários. Outro local comum para montagem do presépio é sobre mesinhas de centro, aparadores e buffets.

Lembrando que dentre todos os ambientes da casa, os mais indicados para montagem do presépio são a sala de estar e a sala de jantar, uma vez que são os locais de confraternização e reunião familiar.

Como montar o presépio

Passo 1: Comece a montagem do presépio na primeira semana do advento incluindo nesse primeiro momento apenas o cenário, os animais, os pastores e a manjedoura ainda vazia.

Passo 2: Na véspera de Natal inclua José e Maria no presépio.

Passo 3: Quando o relógio marcar meia noite o menino Jesus deve ser colocado na manjedoura. Nesse momento é interessante que toda a família esteja reunida. É possível também que essa etapa da montagem do presépio seja acompanhada de uma oração, um cântico ou apenas um momento de reflexão.

Passo 4: Depois da “chegada” do menino Jesus na manjedoura, adicione também a estrela e os anjos.

Passo 5: Para algumas pessoas, os três Reis Magos já podem ser inseridos no Presépio no dia 25 de dezembro. No entanto, outras preferem que eles sejam adicionados apenas no dia 06 de janeiro, data em que se acredita que os reis chegaram a Belém.

E quando desmontar o presépio?

A data utilizada pela Igreja Católica para desmontar o presépio e os demais enfeites de Natal é no dia 06 de janeiro. A data também é conhecida como Festa da Epifania. Em alguns lugares, especialmente nos interiores do Brasil, é comum que sejam celebrados festejos com procissões e missas.