MidiaMAIS

Três filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix na véspera do Dia das Mulheres

Para entrar no ritmo de 8 de março, separamos três filmes dirigido por mulheres para você assistir neste domingo (7). 

Dândara Genelhú Publicado em 07/03/2021, às 16h03 - Atualizado às 16h05

Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução. - Foto: Reprodução.

Marcado por lutas constantes por direitos e o fim da violência de gênero, nesta segunda-feira será celebrado o Dia das Mulheres. Para entrar no ritmo de 8 de março, separamos três filmes dirigidos por mulheres para você assistir neste domingo (7).

Em quase todas as áreas, mulheres ainda sofrem com a desigualdade de gênero e no cinema não seria diferente. Desde o mal uso de personagens femininas, até a pouca valorização de diretoras e produtoras audiovisuais, diversas lutas são cravadas por trás das telonas.

Assim, separamos três filmes que foram dirigidos por mulheres e com certeza algum desses pode salvar seu domingão. Todos estão disponíveis na Netflix. Confira um pouco sobre eles e as diretoras:

Olmo e a Gaviota

Três filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix na véspera do Dia das Mulheres
Foto: Reprodução/ Olmo e a Gaviota.

Para os amantes de um bom drama, este filme é perfeito. A trama conta a história de uma atriz de teatro que se prepara para um novo papel. Entretanto, ela descobre que está gravida.

Decidida a continuar trabalhando e manter a rotina, os desejos entram em conflito com as limitações de um corpo com gestação. Entre as mudanças que acabam sendo forçadas, ela passa por maiores dificuldades quando a gravidez se dê ameaçada.

O filme brasileiro foi premiado no 68° Festival de Locarno, na Suíça, e é dirigido por Petra Costa. A cineasta de 37 anos é membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas desde 2018. Assim, a diretora é conhecida por abordar temas intimistas nas produções.

Frida

Três filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix na véspera do Dia das Mulheres
Foto: Reprodução/ Globo.

Conhecer mais de personalidades femininas importantes é sempre interessante, ainda mais quando a vida de uma mulher revolucionaria está em uma obra cinematográfica. Frida, como o próprio nome já diz, se trata da história de Frida Kahlo.

O filme varia entre drama e romance, contando detalhes das conquistas e dores desta artista renomada. Frida, além de ser um símbolo feminista é um dos nomes com mais impacto no cenário artístico do século XX.

A obra foi produzida por Julie Taymor, norte-americana de 68 anos. A cineasta já ganhou dois prêmios Tony e em 2012 recebeu o prêmio nova-iorquino de ‘Melhor Diretor por Visão e Coragem’. Além disto, ela foi a primeira mulher a receber o prêmio Tony de melhor direção musical, ao dirigir O Rei Leão.

As Patricinhas de Beverly Hills

Três filmes dirigidos por mulheres para ver na Netflix na véspera do Dia das Mulheres
Foto: Reprodução/ Adoro Cinema

Se para terminar o domingo você precisa de um clássico da Sessão da Tarde, aqui está ele. O filme conta a história de Cher, uma garota inicialmente ilustrada como superficial, rica e mimada. Com o passar da história, ela decide ajudar uma estudante nova da escola, que acaba se destacando mais que a personagem principal.

Apesar da vida social, quando conhece o enteado do pai dela, Cher se mostra uma pessoa inteligente e cheia de opiniões para dar de diversos assuntos. Assim, com o romance que surge entre eles, vemos a personagem tomar outro rumo.

Mas você sabia que este filme, figurinha da Sessão da Tarde é dirigido por uma mulher? Pois é, Amy Heckerling, norte-americana de 66 anos é a cabeça por trás desta obra. Além desta produção, a cineasta já produziu a série famosa, The Office.

Jornal Midiamax