Moradora de MS reencontra o irmão após 74 anos sem notícias

Internet fez familiares se reencontrarem

Nascida em , em uma família com 8 irmãos, Santina Rodrigues de Matos escolheu Campo Grande para viver logo após ficar viúva, em 1991. Por questões da vida, a aposentada acabou perdendo o contato com o irmão João Rodrigues da Silva e, já sem esperanças, nunca imaginou que a tecnologia podia fazer os dois se reencontrarem.

Aos 89 anos, dona Santina não tem contato com seu João faz 74 anos. Na última semana, um telefonema para a moradora do reascendeu o sonho de poder abraçar um dos 4 irmãos que ainda estão vivos. Antonia, filha de dona Santina, conta que o tio saiu de casa muito novo quando ainda moravam no Povoado Cova dos Anjos, em , e nunca mais deu notícias.

Hoje, com 92 anos, um dos filhos resolveu “ir atrás” da família paterna. Na última semana, a sobrinha do marido de Antônia ligou e enviou pelo celular uma reportagem que havia lido, de um site da . O noticiário trazia a história de seu João e a vontade de reencontrar seus parentes, que estava sem notícias há décadas.

A reportagem ainda dizia que ” um homem de 92 anos merece ter o prazer de falar com seus irmãos, depois de tantos anos separados. Quem sabe a dureza da vida, é quem vive a vida, quem sabe a dureza do sertão, é quem vive o sertão. Quem sabe a internet nossa desses dias, não consiga encurtar essas distâncias, que o passado lentamente fez ficar maior, a cada ano que passava.”

Sem pensar duas vezes, Antonia logo reconheceu o tio e contou a novidade para mãe. Em poucos minutos, as duas entraram em contato com o jornal Compartilha e anotaram o contato do filho de seu João.

“Quando entrei e vi a reportagem logo reconheci. Daí para frente foi só alegria. Começamos a conversar. Estamos todos felizes, tanto a família do meu tio quanto a gente. Somos de e estamos todos espalhados, cada um para um lado.”

Sobre previsão de reencontrar, ainda são planos, mas a expectativa está grande, segundo Antonia.

“Ainda não temos uma data, mas pretendemos que seja logo logo.”

Moradora de MS reencontra o irmão após 74 anos sem notícias
Mais notícias