Live Pratas da Casa MS mostra ao Brasil o que há de melhor nas artes do Estado

Projeto traz Dani Black e outros artistas representando a identidade sul-mato-grossense

Com o objetivo de mostrar para o Brasil todo que o estado de Mato Grosso do Sul é um celeiro de talentos, acontece na próxima sexta-feira (22) a live Pratas da Casa MS. O projeto contará com grandes nomes das artes sul-mato-grossenses nos mais diversos segmentos, como música, , cinema, literatura e artes plásticas. Para mostrar o que há de melhor na produção musical regional, a live traz o som de Dani Black acompanhado dos músicos Sandro Moreno e Marcelo Ribeiro.

Dani Black é conhecido no cenário nacional e um importante nome da nova geração da MPB. Apesar de paulista, tem grande relação com Campo Grande/MS por ser filho de Tetê Espíndola e por ter passado um bom tempo na cidade, sendo influenciado musicalmente por músicos e compositores do nosso Estado, inclusive por toda a família Espíndola.

Ele foi eleito artista revelação pela Billboard e citado por grandes nomes como Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Djavan, Chico César, Lenine, Zélia Duncan e Paulinho Moska.  Já Sandro Moreno, é um baterista sul-mato-grossense que rodou o país com sua música e fez parte da equipe de Zé Ramalho por muitos anos. Ganhou diversos prêmios como baterista e, de volta a Mato Grosso do Sul, ingressou na Banda Urbem, selecionada pelo maestro e produtor Ruriá Duprat  entre as 10 melhores Bandas no Festival EFestival, o maior festival de música instrumental do Brasil.

Para a live, o trio promete apresentar o repertório autoral de Dani Black e também algumas homenagens à música produzida em Mato Grosso do Sul. Além deles, outros nomes de peso se juntam para fazer dessa uma live especial.

Para a apresentação foram convidados os atores Ligia Prieto e Filipi Silveira. Eles declamarão poemas de , o grande nome da literatura sul-mato-grossense. Ligia é atriz, psicanalista e diretora de , com uma extensa história em grupos de ao redor do Brasil. Hoje está à frente do Grupo Casa que conta com mais de 100 alunos em formação, entre crianças e adultos. Além disso, o grupo já realizou mais de 20 festivais voltados para a construção de novos artistas de .

Filipi, por sua vez, transita entre o e o cinema, onde tem um extenso currículo. Atualmente está com alguns trabalhos em produção, dois longa-metragens e dois curtas, nos quais está atuando, produzindo, roteirizando e dirigindo.

O local escolhido para a live também pode ser considerado um verdadeiro Prata da Casa. O Cultura MS, que fica em um casarão centenário da cidade e tem muito a contar sobre a história campo-grandense e, para deixar o cenário da live ainda mais especial, o espaço contará com obras vindas da Galeria Mara Dolzan, especializada em arte contemporânea e primeira galeria de arte do Estado.  Mara Dolzan é um dos grandes nomes das artes plásticas de Mato Grosso do Sul, incentivando e fomentando o segmento há mais de três décadas.

Evento:

 Para acompanhar a live Pratas da Casa MS, basta acessar o canal Pratas da Casa MS (@pratasdacasams) no YouTube, a partir das 18 horas (horário de Brasília) do dia 22 de janeiro. A classificação indicativa é livre e o projeto foi financiado com recursos da Lei Aldir Blanc.

 

Serviço: 

Live Pratas da Casa MS

quando: 22/01, 18 horas (horário de Brasília)

onde: Canal Prata da Casa MS – no Youtube – @pratasdacasams

Para mais informações, acesse o instagram do projeto @pratasdacasams

Live Pratas da Casa MS mostra ao Brasil o que há de melhor nas artes do Estado
Mais notícias