Fãs do BBB em MS criam grupos de WhatsApp para troca de informações

Vale de tudo para acompanhar o reality

Não basta ver o programa depois da novela, nem assistir pela GloboPlay, o que os fãs do Big Brother Brasil gostam mesmo é de participar de grupos no WhatsApp e xingar muito no Twitter. Sem distinção de idade, os mais conectados aproveitam a facilidade das telas para criar uma rede de amigos e não perder nenhum segundo do que acontece dentro da casa mais vigiada do país.

Em Mato Grosso do Sul não é diferente. Karen Freitas, de 20 anos, assiste o programa desde pequena, mas garante que nunca acompanhou com afinco. A estudante agora diz que o isolamento social, por conta da pandemia, foi o responsável por ela passar mais tempo em casa e, consequentemente, acompanhar o reality mais de perto.

“Logo nos dois primeiros dias eu estava acompanhando nas redes sociais o que rolava durante o dia, mas não tinha com quem comentar, então decidi perguntar quem topava participar de um grupo para falarmos sobre BBB.”

Assim nasceu o grupo “Espiadinha”. São 24 horas falando sobre o reality e compartilhando memes e opiniões. Os participantes acompanham cada movimento dentro da casa e, também existem aqueles que levam a sério.

Na última segunda-feira (1), uma das participantes não aguentou a forma como Karol Conká se portou no jogo da discórdia e saiu do grupo.

“Ela disse que não estava conseguindo acompanhar mais e revoltada porque não teve nenhum posicionamento do Tiago.”
As formas como os fãs acompanham o programa são as mais variáveis possível e vale de -quase- tudo para não perder nada. Quem não possui a GloboSat ou TV a

Cada um se vira como pode e acaba passando quase que o dia inteiro com o celular na mão dando “F5” nos sites de notícias.

“Acompanho em vários momentos do dia. Quando to fazendo alguma coisa que não requer atenção plena aí eu também consigo acompanhar pelo grupo.”

Fãs do BBB em MS criam grupos de WhatsApp para troca de informações
Mais notícias