Verão: cuidados com a pele e alimentação são essenciais para enfrentar altas temperaturas

Dermatologista e nutricionista dão dicas para enfrentar a estação que se inicia no dia 21 de dezembro

O verão está chegando e, junto à estação, a intensa incidência de raios solares e altas temperaturas fazem companhia. Para este período, que começa na próxima segunda-feira (21), é essencial adotar uma rotina de cuidados com a pele e a alimentação.

A dermatologista da Unimed Campo Grande Gabriely Sacht conta que neste período é imprescindível manter-se hidratado, por isso, segundo ela, é muito importante ingerir de dois a três litros de água por dia.

“Também é importante frisar que precisamos tomar cuidados com a exposição ao sol: a indicação é evitá-lo das 10h às 16h. Atividades físicas ao sol também precisam ser evitadas nestes horários”, diz a especialista.

Gabriely ainda recomenda a atenção redobrada no uso de protetor solar.

“Como as temperaturas ficam bem elevadas e a incidência de raios solares é bem intensa também é importante redobrar o cuidado com o filtro solar. Para as pessoas que ficam mais expostas ao ar livre é importante usar um filtro solar fator 50, ou até mais alto, e reaplicar de duas em duas horas”, informa.

“Já as pessoas que ficam em ambientes fechados podem usar um filtro fator 30, com reaplicação a cada três ou quatro horas. Vale ressaltar que essas reaplicações não precisam ser feitas durante a noite, apenas de dia e não somente em época de sol, mas também no inverno, dias frios e nublados”, completa a médica.

Alimentação
Não só cuidados com a pele são necessários para enfrentar o calor intenso, determinados alimentos são essenciais para incluir no cardápio diariamente.

Allessyane Cleyti é nutricionista da Unimed CG e conta que é essencial priorizarmos alimentos leves e ricos em água, como: melão, melancia, abacaxi, acerola, limão, laranja, morango, brócolis, couve, entre outros.

“Vale ainda ressaltar que é preciso reduzir o consumo de proteínas de origem animal, pois para esse tipo de alimento há a necessidade de muita energia para a digestão, ocasionando diminuição no metabolismo corporal”, pontua Allessyane.

Outra dica, segundo a nutricionista, é evitar embutidos, pois ocasionam a eliminação excessiva de líquidos e eletrólitos importantes para a nossa manutenção de energia e temperatura corporal.

Verão: cuidados com a pele e alimentação são essenciais para enfrentar altas temperaturas
Mais notícias